Champions League

Marcelo vira dúvida para a volta contra o Chelsea por causa de convocação para trabalhar nas eleições de Madri

Um dia após atuação criticada na partida de ida das semifinais da Champions, brasileiro vira dúvida para segundo confronto

Apesar de ter sido essencial para o gol de empate do Real Madrid contra o Chelsea na partida de ida das semifinais da Champions League, Marcelo foi criticado na imprensa espanhola pelos espaços que deixou ao ataque inglês sobretudo no primeiro tempo do duelo. Por coincidência ou destino, apenas um dia após a atuação, o jornal espanhol El Mundo noticia que o brasileiro foi convocado para trabalhar nas eleições locais em Madri e poderia ter que desfalcar os Merengues no jogo de volta contra os Blues.

De acordo com o periódico espanhol, Marcelo foi escolhido para fazer parte de uma mesa eleitoral nos comícios da Assembleia de Madri, na próxima terça-feira (4). O Real Madrid joga no dia seguinte, quarta-feira (5), contra o Chelsea em Londres, e, embora a Junta Eleitoral argumente que ele poderia voar no dia do duelo, o jornal aponta que isso seria complicado devido aos protocolos para evitar a propagação da Covid-19.

O departamento jurídico do Real Madrid, segundo o El Mundo, está trabalhando no momento com o estafe de Marcelo para convencer a Junta Eleitoral a liberar o brasileiro da convocação para a mesa eleitoral. O jornal aponta ainda que, no momento, todas as justificativas apresentadas foram rechaçadas.

Em seu favor, o clube conta com dois precedentes para poder contar com seu jogador no decisivo duelo contra o Chelsea. Em 2019, Aitor Fernández, goleiro do Levante, foi chamado para compor uma mesa eleitoral, mas, no segundo recurso do clube, acabou liberado para participar de um jogo contra o Athletic Bilbao que acontecia no mesmo dia das eleições. Em 2015, envolvendo os mesmos dois clubes, o atacante Iñaki Williams foi convocado, mas acabou liberado para enfrentar o Levante.

Por mais que Marcelo tenha deixado a defesa do Real Madrid vulnerável, sua ausência seria um problema para Zinédine Zidane, que ainda não tem certeza se poderá contar com seu jogador titular na lateral esquerda, Ferland Mendy, que ainda se recupera de problema físico.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo