Champions League

Marcelo encerra ciclo de 15 anos como atleta mais vencedor da história do Real Madrid

Capitão do time campeão contra o Liverpool, lateral brasileiro confirmou que está de saída

Quando Marcelo chegou ao Real Madrid, em 2007, para suprir a saída de Roberto Carlos, já se sabia que a cobrança em cima do brasileiro seria gigantesca. O legado de um dos maiores jogadores da posição em toda a história não era fácil de ser mantido, muito menos em nível similar. Os anos se passaram e mostraram como o carioca excedeu todas as expectativas, saindo de cena como campeão europeu e o atleta mais vencedor da história do Real Madrid.

Quem cresceu acompanhando a montagem do elenco galáctico do Real, no fim dos anos 1990, tem alguma dificuldade para esquecer ou relativizar o período em que Roberto Carlos mandou na ala esquerda do time. Atravessando diferentes gerações, Roberto sempre entregou um desempenho altíssimo, ainda colaborando em cobranças de falta e gols que desafiavam a física. Ícone da Seleção Brasileira, o carequinha parecia insubstituível. Ao menos até a consolidação de Marcelo na posição.

Foi com esse contexto de renovação que Marcelo estreou, aos 18 anos, e timidamente foi galgando uma posição mais expressiva. A habilidade e a colaboração ofensiva de qualidade agilizaram o processo de aceitação pela torcida. Passou a ser titular absoluto a partir de sua terceira temporada, em 2008, e daí em diante não saiu mais.

Marcelo levantou 25 títulos ao todo, sendo seis de La Liga, cinco da Liga dos Campeões, quatro Mundiais de Clubes da Fifa, três Supercopas Uefa, duas Copas do Rei e outras cinco Supercopas da Espanha. Recentemente, com a conquista do Espanhol, o lateral ultrapassou o lendário Paco Gento, figura histórica que participou dos arrasadores anos 1960 pelos madridistas.

Todo carnaval tem seu fim. Marcelo chegou a acenar com uma renovação, mas anunciou ontem, nos festejos do título europeu, que não continuará em Madri. No entanto, um retorno ao Brasil, por ora, está descartado. O atleta afirmou que pretende ficar na Europa e jogar mais algumas edições da Champions. A decisão também não será tomada nos próximos dias. De férias, o lateral estudará propostas com calma e a resposta não deve vir no início de junho.

Foto de Felipe Portes

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes
Botão Voltar ao topo