Champions League

Inter foi eficiente para derrubar Borussia Dortmund em Milão e manter-se viva na Champions

A Internazionale conseguiu se manter viva na Champions League nesta quarta-feira, em um confronto crucial. Venceu o Borussia Dortmund por 2 a 0, em um jogo que foi mais equilibrado que o placar sugere. O time de Antonio Conte estava pressionado e até mesmo um empate deixaria a tarefa de se classificar muito longe. A vitória coloca os italianos na disputa e torna a próxima rodada ainda mais interessante, até porque os times repetem os confrontos desta quarta, mas com mandos invertidos.

[foo_related_posts]

Ainda que não tenha sido brilhante, o time da Inter mostrou consistência. No seu 3-5-2, o trio de zagueiros teve mais uma atuação de destaque, segurando bem os ataques e contra-ataques do time aurinegro. O capitão Marco Reus não esteve em campo e o ataque jogou sem uma referência. Jadon Sancho, Julian Brandt e Thorgan Hazard foram os três jogadores de frente, em um time que atuou com uma linha de três zagueiros.

Foi da linha defensiva que surgiu o primeiro gol, aliás. Stefan De Vrij levantou a bola nas costas da defesa, que teve um jogador que demorou a sair. Lautaro Martínez dominou no peito, ajeitando e se jogou na bola para finalizar, caindo. Venceu o goleiro Roman Bürki e marcou 1 a 0 para os mandantes em Milão.

Lautaro era bastante participativo na partida e foi um dos destaques. O Dortmund, por sua vez, não conseguia articular bem o jogo. Brandt, muito adiantado, não conseguiu ser perigoso como pode. Só no final do primeiro tempo que Handanovic, goleiro da Inter, precisou fazer uma defesa difícil.

No segundo tempo, o jogo começou um pouco mais aberto e Handanovic novamente precisou intervir em uma defesa difícil, em chute de Julian Brandt. Consistente na defesa, a Inter conseguiu controlar o jogo, mas o placar era muito perigoso. O jogo acabou definido no final. Romelu Lukaku, que vinha fazendo uma partida apagada, deixou o campo para a estreia de Sebastiano Esposito. O jogador, de apenas 17 anos, nasceu em 2 de julho de 2002. O garoto jogou bem e, aos 37 minutos, sofreu um pênalti de Mats Hummels.

Era a chance de matar o jogo. Só que Lautaro Martínez cobrou forte e o goleiro Roman Bürki fez uma boa defesa. Parecia que o jogo ficaria pendurado até o fim. O Dortmund, porém, não mostrou força para reagir. E em um contra-ataque, a Inter definiu o confronto. Aos 49 minutos, Marcelo Brozovic tinha a bola e lançou, em velocidade, para Antonio Candreva. O italiano avançou até finalizar forte no alto e marcou 2 a 0.

A vitória teve uma importância enorme porque a Inter igualou a pontuação do Dortmund. O primeiro critério de desempate é o confronto direto e, por isso, o resultado do próximo jogo, quando os dois times se enfrentam na Alemanha, é crucial também. Se houver um empate, a Inter fica em vantagem em caso dos dois times terminarem com o mesmo número de pontos. O Barcelona, que venceu mais uma, chegou a sete pontos. O Slavia Praga só tem um.

Standings provided by Sofascore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo