Champions League

Heaton estreia no United, e Young Boys não consegue a vitória para manter chance de Liga Europa

Os suíços não perderam do Manchester United em nenhum dos dois duelos do grupo, mas estão eliminados, em último lugar

O goleiro Tom Heaton estreou pelo clube inglês nesta quarta-feira aos 35 anos, apesar de ter chegado ao clube no começo do século, em um jogo que valia muito mais para o Young Boys, que precisava vencer para ter chance de se classificar para a Liga Europa. Não conseguiu, apesar de ter tido chances, e o jogo em Old Trafford terminou empatado por 1 a 1.

A outra partida do grupo, entre Villarreal e Atalanta, valendo a segunda vaga, foi adiada para a próxima quinta-feira por causa da nevasca que caiu em Bergamo. O Young Boys precisava dos três pontos em Old Trafford e torcer por uma derrota dos italianos para terminar o grupo em terceiro lugar. Não conseguiu a primeira parte. O Manchester United havia entrado em campo garantido na liderança.

Por isso, Ralf Rangnick armou uma equipe reserva para seu segundo jogo como técnico do Manchester United. Nemanja Matic foi zagueiro ao lado de Eric Bailly, com Donny van de Beek de primeiro volante atrás de uma linha de quatro no meio-campo, com os garotos Amad Diallo e Anthony Elanga pelos lados, Jesse Lingard e Juan Mata pelo meio. Mason Greenwood atuou mais avançado, e Dean Henderson foi o goleiro titular no lugar de De Gea.

Heaton, 35 anos, entrou no lugar de Henderson aos 22 minutos do segundo tempo para finalmente fazer a sua estreia pelos Red Devils. Ele passou 13 anos no clube como garoto e começando a carreira de adulto, sem nunca ganhar uma oportunidade no time principal. Após vários empréstimos, saiu em 2010 ao fim do seu contrato para o Cardiff e passou grande parte da sua carreira pelo Burnley. Após duas temporadas no Aston Villa, retornou, no último mês de julho, para ser o terceiro goleiro, atrás de De Gea e Henderson.

Luke Shaw recebeu pela esquerda e foi à linha de fundo, logo aos nove minutos, para um cruzamento baixo que encontrou Mason Greenwood na primeira trave. A grande promessa do United emendou um voleio no canto para abrir o placar. Os donos da casa tiveram duas boas chances de ampliar, em uma jogada que Diallo decidiu não finalizar e depois com Mata batendo de frente. A bola desviou na defesa e no goleiro Faivre antes de sair.

A minutos do fim do primeiro tempo, o Young Boys empatou. E o relevante é que o gol começou em um erro de passe de Van de Beek na saída de bola. O holandês foi contratado pelo Manchester United ano passado, mas recebeu muito pouco espaço do técnico Ole Gunnar Solskjaer, e o começo não foi dos melhores para ganhar a confiança de Rangnick. Fabian Rieder interceptou e acertou um chutaço no ângulo de Henderson de fora da área.

Um rápido contra-ataque do Manchester United terminou com Lingard deixando Elanga na cara do gol, mas Faivre conseguiu fazer uma boa defesa. A melhor chance de o Young Boys ganhar a partida saiu aos 20 minutos, quando Silva Hefti ajeitou para o meio da área e Quentin Maceiras chegou batendo de frente. Ele pegou mal, porém, e acabou mandando para fora. Além de Heaton, Rangnick aproveitou para dar chance à garotada. Colocou Teden Mengi, Shola Shoretire, Zidane Iqbal e Charlie Savage após o intervalo.

O Young Boys curiosamente não perdeu nenhuma das duas partidas contra o Manchester United. Ganhou na Suíça e empatou no Old Trafford. Mas também somou apenas um ponto nos outros quatro jogos do grupo e está eliminado como lanterna, fora até da Liga Europa.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo