O Bayern de Munique venceu o Lyon por 3 a 0 na semifinal da Champions nesta terça-feira, (19), em Lisboa, e irá decidir o título contra o PSG no próximo domingo (22). O placar, porém, não mostra a dificuldade que o time alemão teve no começo da partida, cedendo chances importantes ao Lyon que poderiam render uma vantagem de 2 a 0. O técnico bávaro, Hansi Flick, percebeu isso e sabe que precisará de uma defesa mais bem organizada e que ceda menos chances contra um time mais poderoso contra uma equipe com um ataque poderoso, com Neymar e Kylian Mbappé.

“O Lyon lutou de forma dura e tornou as coisas difíceis para nós, sabemos que o PSG tem jogadores rápidos e teremos que organizar nossa defesa de forma diferente”, afirmou o técnico. “O Paris é um grande time, eles lutaram pelo seu lugar na semifinal e chegaram à final. Nós sabemos que eles têm jogadores rápidos, mas nós sabemos que nossa maior força é colocar adversários sob pressão”.

O goleiro e capitão do time, Manuel Neuer, também ressaltou a qualidade do adversário na final e espera uma partida muito difícil. “O Paris tem um ataque com grandes nomes. Sempre há muitos gols com PSG e Bayern”, disse o goleiro. “Dois grandes times nesta final, será um bom jogo para os torcedores assistirem. Nós estamos felizes por estarmos na final”.

Perguntado sobre a última final do Bayern, em 2013, Neuer acredita que há diferenças. “A diferença em relação ao time de 2013 é que o elenco é maior. Nós ganhamos em 2013 com menos jogadores, agora temos um grupo fantástico, com uma boa atmosfera no elenco. Não há desmancha-prazeres”, afirmou o goleiro.

Alphonso Davies, que atua na lateral esquerda do Bayern, celebrou a chegada na final, algo que será inédito para ele e descreveu um sonho que se torna realidade. “É tudo que você pode querer. É uma sensação boa, todos estão felizes e jogando bem”, continuou.

O elenco do Bayern tem muitos jogadores vencedores, que já conquistaram muitos títulos. Isso, porém, não os torna menos sedentos por mais taças. É a avaliação de Davies sobre os companheiros mais experientes de time. “Eles basicamente ganharam tudo, mas continuam empolgados para ganhar esta”.

Assim como Neuer, Davies acha que o jogo a ter muitos gols. “Paris é um bom time e será um bom jogo, haverá gols na partida”, afirmou. “Isso é o que você sonha como jogador, jogar contra os melhores na Europa. Eu estou empolgado”.

Serge Gnabry foi um dos grandes destaques do jogo. Seus dois gols o fizeram chegar a nove na atual Champions League, um número bastante alto, ainda mais para quem tem no time , com 15 na competição e 55 no total da temporada.

“Nós realmente queremos vencer a final. Este será o fator decisivo, nós iremos dar tudo de nós para vencer a Tríplice Coroa”, afirmou o atacante, se referindo à conquista dos três principais títulos da temporada, Bundesliga, Copa da e a Champions League.

Assim como o técnico Hansi Flick, o atacante sabe que o Lyon criou chances e precisará contar menos com a sorte para vencer a disputa no domingo, na final. “O Lyon nos fez muita pressão”, admitiu Gnabry. “Eles foram muito agressivos, eles não nos deram muitas chances no começo e nós tivemos um pouco de sorte no começo antes de nos recuperarmos. Você não pode defender de tudo, mas no geral, fomos muito fortes”.

NA TV

Champions League – final: PSG x Bayern
Domingo, 20 de agosto, 16h (horário de )
TNT, Facebook do Esporte Interativo, EI Plus