Champions League

Com Real Madrid e Juventus, cabeças de chave da Champions 2017/18 estão definidos

A Uefa divulgou neste domingo oficialmente os cabeças de chave da Champions League da temporada 2017/18. O Real Madrid, campeão do torneio, e a Juventus, vice e campeã italiana, estão confirmados. Quem se beneficiou dos dois finalistas também serem campeões dos seus países foi o Shakhtar Donetsk, que também foi confirmado no pote 1 como cabeça de chave.

LEIA TAMBÉM: O 12º título do Real Madrid consolida o reino da Espanha na Champions: 17 taças

Os sete países melhores colocados no ranking têm os seus campeões no pote 1, como cabeças de chave, e a oitava vaga é do atual campeão. Como o Real Madrid é detentor do título da Champions e da Espanha, abre-se uma vaga para o oitavo país no ranking da Uefa, justamente a Ucrânia. Como campeão do país, o Shakhtar fica com esta vaga.

A Espanha lidera com folga o ranking da Uefa de clubes, calculado usando o desempenho dos times nas últimas cinco temporadas (portanto, de 2012/13 até 2016/17). A Espanha tem 104.998 pontos, bem à frente da segunda colocada, Alemanha, com 79.498. A Inglaterra é a terceira colocada com 75.962 e a Itália completa os quatro primeiros com 73.332. Em quinto vem a França, já com uma boa distância dos quatro primeiros, com 56.665. A Rússia vem em sexto, com 50.532 e Portugal, com 49.332, completa os sete primeiros usados pelo ranking para o pote 1 da Champions. A Ucrânia é a oitava com 42.633 e acabou beneficiada com a vaga extra.

Os oito cabeças de chave da próxima temporada da Champions League serão os seguintes:
1. Real Madrid (atual campeão e campeão espanhol);
2. Bayern de Munique (campeão alemão);
3. Chelsea (campeão inglês);
4. Juventus (campeã italiana);
5. Monaco (campeão francês);
6. Spartak Moscou (campeão russo);
7. Benfica (campeão português);
8. Shakhtar Donetsk (campeão ucraniano).

Estar no pote 1 do sorteio da fase de grupos significa ser cabeça de chave da competição. Os demais times serão divididos entre os potes 2, 3 e 4 de acordo com o seu ranking. São 32 clubes participantes na fase de grupo, sendo que 22 deles já estão definidos.

Outro time que se beneficiou e ganhou uma vaga na fase de grupos foi o Manchester United. Como o Real Madrid já tinha vaga na fase de grupos como campeão espanhol, o time herdou assim uma vaga nesta fase – se não teria que jogar a fase de playoff do torneio. Entre os times já classificados para a fase de grupos, o ranking é este:

Barcelona (ESP) 151.999
Atlético Madrid (ESP) 142.999
Paris Saint-Germain (FRA) 126.333
Borussia Dortmund (ALE) 124.899
Manchester City (ING) 100.192
Porto (POR) 98.866
Manchester United (ING) 95.192
Tottenham Hotspur (ING) 77.192
Basel (SUI) 74.415
Anderlecht (BEL) 58.840
Roma (ITA) 53.666
Besiktas (TUR) 45.840
Feyenoord (HOL) 23.212
RB Leipzig (GER) 15.899

As outras 10 vagas da fase de grupos serão definidas pelas preliminares da Champions League. Vale lembrar que são 79 times disputando a Champions League, de 54 dos 55 países membros da Uefa. A única exceção que não têm vaga garantida é Liechtenstein, que não possui uma liga nacional. Destes 79 clubes que participam do torneio, portanto, 57 jogam as fases preliminares.

Os clubes classificados ainda passam por uma validação da Uefa em junho, porque precisam de uma licença da Uefa – algo que pode ser suspenso, por exemplo, por violações do Fair Play Financeiro ou punições disciplinares.

A primeira fase preliminar da Champions League começa no próximo dia 27 de junho. O sorteio desta fase acontece no dia 19. Envolve os times de Gales, Irlanda do Norte, Ilhas Faroe, Andorra, Armênia, San Marino, Gibraltar, Estônia e Kosovo.

A fase de grupos da Champions League começa no dia 12 de setembro. O sorteio desta fase será no dia 24 de agosto. É quando estes cabeças de chave serão usados.

Mais sobre a final da Champions:

Podcast Trivela especial: Real Madrid bicampeão da Champions League

Marcelo termina temporada com 14 assistências, melhor marca da sua carreira pelo Real

Casemiro é o 10º brasileiro a marcar na final da Champions League; relembre os outros

Em sua quarta Champions, Cristiano Ronaldo tem sua final mais grandiosa: decisivo e letal

O trabalho sem a bola, um dos pontos fortes da Juventus, fraquejou justamente na final

Allegri não soube reagir ao jogo e viu a Juventus derreter diante do Real Madrid

Zidane: um bicampeão europeu discreto e muito eficiente

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo