Champions League

Com dois gols de dar nervoso, o Porto passou por cima do Monaco (na França)

Em um grupo equilibrado, sem um favorito destacado como o G da atual edição da Champions League, vencer os jogos dentro de casa é primordial. Não vacilar no saldo de gols também. Duas missões em que o Monaco, semifinalista da última temporada, falhou profundamente, nesta terça-feira, ao ser derrotado, na França, por 3 a 0 pelo Porto.

LEIA MAIS: Deco, 40 anos: um maestro que conquistou Portugal, Espanha, Inglaterra e Brasil

Situação complicada para os monegascos, que apenas empataram com o RB Leipzig, na primeira rodada, enquanto o Porto se recuperou da derrota, em casa, para o Besiktas, por 3 a 1. Os turcos, aliás, estão de vento em popa nesta chave: Anderson Talisca voltou a marcar, e o clube bateu os alemães, por 2 a 0, em seus domínios, chegando a seis pontos em duas partidas.

Aboubakar, que passou a última temporada emprestado para o Besiktas, foi o grande nome da vitória do Porto sobre o Monaco, com dois gols. E só não fez três porque, no terceiro, a bola estava extraordinariamente relutante a entrar no gol. Sua primeira tentativa foi bloqueada por Benaglio e, na sequência, a pelota ficou pipocando dentro da área, até o camaronês tocar para Layún fechar o caixão.

O primeiro gol foi parecido: Benaglio fez uma linda defesa em chute da entrada da área, operou um milagre na bomba que Aboubakar mandou no rebote e sofreu o gol apenas na terceira finalização do Porto. Dois gols para dar nervoso na torcida dos Dragões.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo