Champions League

Chamberlain fez um golaço no retorno à Champions, após lesão que cobrou um ano de sua carreira

Alex Oxlade-Chamberlain foi contratado do Arsenal e fazia uma boa primeira temporada pelo Liverpool até se machucar com seriedade, na semifinal da Champions League de 2018/19, contra a Roma. Nesta quarta-feira, realizou seu primeiro jogo pela competição europeia desde aquele que o fez perder quase uma no da sua carreira e retornou em grande estilo. Marcou duas vezes, com direito a um golaço, na vitória por 4 a 1, fora de casa, sobre o Genk.

[foo_related_posts]

Foi quase uma vingança da parte de Chamberlain ou um pedido de perdão da Champions League por aquela infeliz lesão no joelho, em 24 de abril de 2018. Retornaria aos gramados um ano depois, mas disputando apenas alguns minutos em dois dos últimos jogos do Liverpool pela Premier League. Ficou no banco de reservas contra o Tottenham, no sexto título europeu dos Reds, em Madri.

Nesta temporada, voltou a ser usado com regularidade, dentro da rotação de Jürgen Klopp. Foi titular na Supercopa da Uefa contra o Chelsea, duas vezes na Premier League e outra na Copa da Liga Inglesa. Contra o Genk, entrou no meio-campo na vaga de Wijnaldum, ao lado de Naby Keita, substituindo Henderson, e Fabinho. Salah no lugar de Origi, Lovren no de Matip e Milner no de Alexander-Arnold foram as outras alterações em relação ao clássico contra o Manchester United.

Logo aos dois minutos, Chamberlain abriu o placar. Recebeu de Fabinho na entrada da área, e sem tomar muita distância acertou um preciso chute rasteiro no canto do goleiro Gaëtan Coucke. A tão sólida defesa do Liverpool na temporada passada tem vacilado com frequência acima do normal nesta e permitiu que o Genk tivesse algumas espetadas. Logo depois do gol de Chamberlain, Samatta recebeu nas costas da linha defensiva e foi pressionado por Robertson na hora de finalizar. Pouco depois, Alisson trabalhou bem em jogada parecida, mas com Onuachu disparando com campo para correr.

O Liverpool seguiu mandando na partida e quase ampliou, com um lindo passe de letra de Firmino para Mané, que chutou em cima do goleiro Coucke. Ainda assim, o Genk ameaçava com suas bolas longas e contra-ataques. Chegou a empatar, mas a bela cabeçada de Samatta foi anulada por impedimento na construção da jogada.

No começo do segundo tempo, o Liverpool matou o jogo, com um lindo gol de Chamberlain. Firmino dominou dentro da área, girou e rolou. Chamberlain foi de frente, em direção à bola e, em vez de bater de canhota, pegou com a parte de fora do pé direito e ainda acertou o travessão antes de anotar a sua pintura.

Com uma cavadinha, Sadio Mané fez 3 a 0. Salah driblou dois marcadores ao mesmo tempo antes de bater cruzado com a perna direita e transformar a vitória em goleada. Stephen Odey, aos 43 minutos do segundo tempo, descontou.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo