Champions League

Saudades? Casemiro se derrete pelo Real Madrid e explica força do clube na Champions

Casemiro revela ter sofrido durante Manchester City x Real Madrid e exalta DNA vencedor da ex-equipe

O Real Madrid segue firme em busca de mais um título de Champions League. Na última quarta-feira (17), o clube merengue bateu o Manchester City nos pênaltis, em pleno Etihad Stadium, e garantiu vaga nas semifinais da principal competição do futebol europeu. Ídolo do gigante espanhol, Casemiro revelou ter assistido ao jogo e sofrido como um legítimo torcedor madridista. O volante brasileiro, atualmente no Manchester United, ainda se disse feliz pelos seus ex-companheiros de equipe.

— Sofri como torcedor do Real Madrid. Claro que o Real Madrid passou, mas sofri pelo Real Madrid. Já sabia, o City tem jogadores muito bons e um treinador incrível, que sabe o que está fazendo. O Real Madrid defendeu, defendeu e defendeu. Estou muito feliz pelos meus ex-colegas —, disse Casemiro em entrevista ao programa de TV “El chiringuito de Jugones”.

Casemiro defendeu o Real Madrid de 2013 a 2022. Durante o período, conquistou nada mais nada menos do que cinco títulos de Champions League. Questionado sobre a magia do clube no torneio, o volante de 32 anos admitiu haver algo especial quando a equipe merengue entra em campo pela competição. Além disso, explicou a pressão e o DNA vencedor da instituição.

— É difícil explicar. É um time que se transforma na Champions League. Tem aquela estrela: a bola do Haaland que bate na trave e sai… Esse time na Champions League é algo incrível. O DNA é vencer. Sim, você só ganha a Liga, porque não ganhou a Champions League. É assim. A exigência não te esgota, você sempre tem que pressionar. É assim que é jogar no Madrid.

Feliz na Inglaterra?

Após passagem vitoriosa e histórica pelo Real Madrid, Casemiro resolveu mudar de ares em agosto de 2022. O Manchester United desembolsou 60 milhões de euros pela contratação do volante, que assinou contrato de cinco anos, ou seja, válido até 2027. Durante a entrevista ao programa de TV espanhol, o camisa 18 dos Red Devils rasgou elogios a Premier League e falou como tem sido sua adaptação no futebol inglês.

— Tudo está indo muito bem, tudo está perfeito. A Premier League é incrível, é muito bom jogar nela. A adaptação da família também está indo bem… está tudo ótimo.

Apesar da resposta positiva de Casemiro, a verdade é que o brasileiro, até o momento, não mostrou a que veio no United. O desempenho no clube inglês não chega nem perto do que o volante já mostrou no Real Madrid, e parte da torcida dos Red Devils tem pegado no pé do jogador. Ele marcou 12 gols e concedeu nove assistências em 76 partidas pelo time de Manchester.

Manchester United prepara barca ao fim da temporada… e Casemiro estaria nela

O Manchester United decepcionou seu torcedor em mais uma temporada. Ainda que tenha a chance de vencer o título da Copa da Inglaterra, o 2023/24 dos Red Devils já pode ser considerado um desastre, muito em virtude do desempenho da equipe na Premier League (atual sétimo colocado) e na Champions League (eliminado na fase de grupos). Por isso, para 2024/25, a diretoria prepara uma profunda reformulação no elenco.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, mais de dez jogadores poderão deixar o United na próxima janela de transferências, incluindo os brasileiros Casemiro e Antony. Ambos não fazem boa temporada e lidam com críticas locais, seja da imprensa ou da torcida. A reportagem afirma que Martial, Raphael Varane, Brandon Williams, Jonny Evans e Tom Heaton não terão os contratos renovados. Sofyan Amrabat, que chegou por empréstimo da Fiorentina, retornará à Itália.

Com Casemiro à disposição do técnico Erik Ten Hag, o Manchester United volta a campo neste domingo (21), quando enfrenta o Coventry City, em jogo válido pela semifinal da Copa da Inglaterra. A bola rola a partir das 11h30 (horário de Brasília), em Wembley.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo