Champions League

Barcelona faz história na Champions feminina alcançando a semifinal pela primeira vez

Este mês de março será memorável para o Barcelona e sua fiel torcida. Dias depois da inesquecível ‘remontada’ diante do PSG, nas oitavas de final da Champions League, mais um capítulo de natureza épica foi escrito. Desta vez, pelas mulheres que compõem o Barcelona Femení, a equipe feminina do Barça. Em duelo válido pelas quartas de final da Women’s Champions League, as jogadoras azulgranas se mostraram valentes ao arrancarem uma vitória diante do Rosengard, time de Marta, fora de casa. E se mostraram determinadas a fazer história colocando o clube em um patamar nunca antes alcançado, mas sempre ambicionado. Após vencer por 1 a 0 na Suécia na semana passada e fazer 2 a 0 em casa nesta quarta-feira, o Barça Femení está na semifinal da Champions feminina pela primeira vez.

VEJA TAMBÉM: Garotas da base do Arsenal estão derrubando a ideia de que não podem jogar contra meninos

Todo o incentivo e as iniciativas impulsionadas por quem tem o poder nas mãos para decidir o rumo do futebol feminino na Espanha tem surtido um grande efeito nos times do país. A Liga Iberdrola, o campeonato espanhol disputado por mulheres, tem crescido cada vez mais, e isso porque as equipes femininas estão crescendo paralelamente. O Barcelona chegando à semifinal de maneira inédita é a prova disso. Nas três últimas temporadas, as azulgranas foram eliminadas nas quartas de final da Champions feminina duas vezes. Em 2013/14, pelo Wolfsburg, equipe que tem uma tradição gloriosa na competição. Em 2015/16, pelo PSG. Este ano, pegaram o Rosengard, um time que apesar de não ter chegado perto de levantar a taça da Champions, tem Marta em seu elenco, que é, além de tudo, a terceira maior artilheira da história do torneio.

E foi ciente das eventuais dificuldades que encontrariam que o time comandado pelo técnico Xavi Llorens foi para o duelo ante às suecas. Em Malmö, o Barcelona se impôs e foi, na verdade, o responsável por provocar obstáculos para o adversário propor seu jogo, voltando para casa com o excelente resultado de 1 a 0 na primeira partida. E assim o fez também no Mini Estad, diante de um ótimo público. Pensando na possibilidade de alcançarem um feito inédito, o clube catalão presenteou seus torcedores com entrada gratuita para o jogo de volta, nesta quarta. O jogo começou às 18 horas no horário local, e mais de sete mil pessoas foram prestigiar o Barça Femení. Fora as outras tantas mil que, por algum motivo, não puderam comparecer ao estádio, mas acompanharam a transmissão feita pelo Barcelona em sua página no Facebook.

mini

E todos espectadores que torciam pelo Barça saíram satisfeitos do Mini Estad e da transmissão após o apito final. O primeiro tempo foi sem gols, ainda que a equipe culé tenha tido oportunidades de abrir o placar. A rede só foi balançada no início da segunda etapa, com Jenni Hermoso aumentando a vantagem catalã e sendo decisiva mais uma vez (é válido lembrar quando a espanhola decidiu o jogo contra o Twente em casa, pelas oitavas, com este golaço). O Rosengard, por sua vez, não chegava muito ao ataque, e quando chegava, era com Marta tentando jogadas individuais, arriscando chutes de fora da área, mas sem propiciar nenhum lance de muito perigo para a goleira Paños. Nesta partida, apesar de Marta ter se sobressaído, como na grande maioria das vezes, ela esteve um pouco apagada. Talvez porque o Barça não tenha deixado a brasileira jogar.

O gol que selou o passe para a semifinal da Women’s Champions League saiu aos quatro minutos dos acréscimos, com a rubrica de Mariona. O Barcelona roubou a bola no meio de campo e ela chegou em Bárbara Latorre, que entrou muito bem na partida e deu uma bela de uma assistência para sua companheira de equipe marcar o segundo das catalãs na partida, terceiro no agregado. E fazendo 3 a 0 no Rosengard, o Barcelona chegou à penúltima etapa da Champions. Mesmo não podendo contar com Andressa Alves neste segundo jogo, uma vez que a meio-campista se recupera de lesão sofrida no duelo ocorrido na Suécia. Pelo menos, ela e Marta puderam se encarar pela primeira vez na partida em Malmö, onde a visitante levou a melhor com sua equipe.

Apesar de não ter tido gol com autoria brasileira no embate entre Barcelona e Rosengard, teve tento brasuca nesta rodada da Women’s Champions League, sim. E dois, ainda por cima. Cristiane comandou a virada do PSG diante do Bayern de Munique na França. Após a derrota para o time da Baviera por 1 a 0 fora de casa, as parisienses garantiram a classificação para a semifinal com uma goleada por 4 a 0 como anfitriãs. Delie ligou o motor aos quatro minutos de bola rolando, e, aos 12, a brasileira fez o PSG respirar aliviado. Cruz Traña e Cristiane, de novo, expandiram a vantagem das francesas no fim do primeiro tempo e começo do segundo, respectivamente. Agora, elas e o Barça Femení aguardam os resultados dos jogos entre Lyon e Wolfsburg e Manchester City e Fortuna para terem uma ideia sobre seu futuro na competição.

Quando os clubes publicarem os vídeos de melhores momentos das partidas das quartas de final da Women’s Champions League, postaremos aqui.

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo