Champions League

Autoridades alemãs não permitem exceção para o Liverpool entrar no país e Champions tem impasse às oitavas

Diante das novas restrições de viagens na Europa, motivadas para conter as variantes do coronavírus, as competições da Uefa enfrentarão desafios logísticos na realização de seus mata-matas. Alguns governos determinaram que viajantes de certos países não podem entrar em seus territórios, para evitar a disseminação das mutações da COVID-19. E um primeiro entrave começa a se desenhar na Champions League.

Por conta da proibição de viajantes provenientes do Reino Unido, o RB Leipzig solicitou uma permissão especial às autoridades sanitárias para que os jogadores do Liverpool entrassem na Alemanha. As duas equipes têm agendado o primeiro encontro pelas oitavas de final da Champions em 16 de fevereiro, na Red Bull Arena. Porém, segundo a agência de notícias germânica DPA, o governo alemão proibiu a exceção aos Reds.

A situação cria um impasse na Champions. Antecipando-se aos riscos, a Uefa já tinha publicado recomendações sobre possíveis restrições. A orientação da entidade era que os clubes mandantes negociassem com as autoridades locais uma ressalva. Caso a permissão não fosse concedida, como no caso do RB Leipzig, algumas alternativas são possíveis: disputar o jogo num campo neutro, num país sem restrições aos dois clubes; inverter a ordem das partidas; alterar a data do encontro; ou então punir com W.O. o time mandante, por não encontrar uma solução.

O RB Leipzig tem apenas até a próxima segunda-feira, 8 de fevereiro, para comunicar a Uefa sobre o imbróglio. Neste momento, cabe aos Touros Vermelhos buscarem um local alternativo para a realização do jogo e levarem a proposta à Uefa. A inversão de datas precisaria contar com a concordância do Liverpool. O governo alemão permite que residentes no país voltem de viagens do Reino Unido, uma exceção que daria chances ao duelo em Anfield. Todavia, nada garante a volta em Leipzig, caso as restrições se ampliem até março.

O mais provável é que o duelo aconteça em campo neutro. Alguns veículos de imprensa na Alemanha levantam a possibilidade de que a partida seja realizada em Salzburgo. A Áustria impõe restrições aos viajantes do Reino Unido até 7 de fevereiro e, se o prazo não for estendido, a alternativa se torna palpável, já que a Red Bull tem seu estádio na cidade. Neste cenário, o problema maior seria ao Leipzig, já que viajantes da Alemanha precisam cumprir uma quarentena para desembarcar na Áustria.

Por fim, a revista Kicker ainda levanta a hipótese de que os dois jogos aconteçam no Reino Unido. O Leipzig poderia ser mandante num campo neutro no próprio país, para evitar que o Liverpool jogue duas vezes em Anfield. Segunda-feira deverá ser um dia cabal à questão, que tende a afetar outros jogos na Champions e na Liga Europa – como o Borussia Mönchengladbach x Manchester City, cuja ida está marcada para 24 de fevereiro.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo