Champions League

A Champions já tem seus épicos, golaço de Jonathan Cafu (!) e a primeira surpresa: o Dundalk, da Irlanda

Até o fim de agosto, a Champions League segue se aproximando da definição dos 32 participantes da fase de grupos. E a terceira rodada do qualificatório, nesta terça, esteve recheada de épicos. Cinco times avançaram na chamada “rota dos campeões”. Parte deles, com requintes de emoção. Destaque para o feito do Dundalk, da Irlanda, que eliminou o Bate Borisov, já costumeiro na principal etapa do torneio continental. Enquanto isso, Ludogorets, Viktoria Plzen e Apoel suaram bastante para seguir em frente.

Presente nas oitavas de final da antiga Copa dos Campeões em 1979/80, o Dundalk nos últimos anos vinham sendo um mero figurante nas preliminares das competições europeias. A ponto de ser presa fácil ao próprio Bate na temporada passada. Desta vez, porém, veio o troco. Apesar da derrota por 1 a 0 em Belarus, os irlandeses enfiaram 3 a 0 dentro de casa. Será a primeira vez que um clube do país chega a uma etapa tão aguda no atual formato da Champions e, mesmo se for eliminado, o Dundalk irá à Liga Europa e se tornará o segundo irlandês a atingir a fase de grupos de um torneio europeu, repetindo o feito do Shamrock Rovers. Só por isso, a diretoria embolsará pelo menos €5,4 milhões em premiações – 49 vezes mais em relação ao que ganharam pelo título nacional.

A partida mais parelha, por sua vez, aconteceu em Belgrado. Depois da campanha dominante no último Campeonato Sérvio, o Estrela Vermelha tentava se impor além das fronteiras. Conquistou um resultado interessante na visita à Bulgária, com o 2 a 2 diante do Ludogorets. Mas sofreu diante de sua fanática torcida. Mitchell Donald abriu o placar para os anfitriões, mas Jonathan Cafu (aquele mesmo) empatou fazendo fila na zaga adversária, em um verdadeiro golaço. O brasileiro Wanderson virou para os búlgaros, mas Luis Ibañéz ainda buscou a prorrogação para os sérvios com o 2 a 2. Pura desilusão: Wanderson voltou a balançar as redes mais duas vezes para o Ludogorets, com o triunfo por 4 a 2.

Emoção também não faltou no Chipre. O Apoel entrou em campo pressionado, depois de perder para o Rosenborg por 2 a 1. A classificação saiu aos 46 do segundo tempo, quando Gianniotas inaugurou a conta para os cipriotas. E não acabou por aí: o placar fechou em 3 a 0, com mais dois tentos nos acréscimos. Já o Viktoria Plzen, depois do 0 a 0 em casa com o Qarabag, avançou no agregado. Aos 40 da segunda etapa, Krmencik assegurou o empate por 1 a 1. Por fim, o Dinamo Zagreb voltou a vencer o Dinamo Tbilisi, mesmo na Geórgia. Marko Rog assinalou o único gol da noite.

Nesta quarta, a terceira rodada eliminatória da Champions se encerra com mais 10 confrontos, cinco deles pela rota dos campeões. Destaques para Fenerbahçe x Monaco, Ajax x Paok e Sparta Praga x Steaua Bucareste.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo