Europa

Cartão vermelho

O Rangers recebeu um cartão vermelho na atual Liga dos Campeões. O campeão escocês não conseguiu reverter a derrota por 1 a 0 para o Malmö, da Suécia, que aconteceu no jogo de ida realizado em Glasgow pela terceira fase preliminar da LC. No segundo jogo entre as duas equipes, o resultado terminou em 1 a 1 e, consequentemente, os escoceses foram eliminados. O consolo dos Gers é que eles ainda podem se classificar para a Liga Europa. Mas primeiro terão que passar por Maribor, da Eslovênia.

A primeira frase desta coluna utiliza a palavra “cartão vermelho” porque, de fato, a equipe escocesa recebeu cartões vermelhos. No jogo de volta, os jogadores do Rangers Steven Whittaker e Madjid Bougherra foram expulsos. Do lado do Malmo, quem recebeu o vermelho foi o brasileiro Ricardinho. A desvantagem numérica foi o argumento usado tanto pelo treinador Ally McCoist quanto pelo proprietário do clube Craig Whyte para a eliminação precoce na Liga dos Campeões. Os torcedores e dirigentes têm motivos para ficar decepcionados pelas expulsões. Steven Whittaker teve que ir para os vestiários mais cedo depois de atirar a bola Jimmy Durmaz (0:20 no vídeo). Isso aos 18 minutos de jogo.

Malmö 1×1 Rangers, segundo jogo da 3ª fase preliminar das eliminatórias da LC

O Rangers até se animou por conta do gol de Nikica Jelavic, aos 24 minutos do primeiro tempo. Mas, aos 22 minutos da segunda etapa, foi a vez de Madjid Bougherra receber um cartão vermelho, depois de dar uma cotovelada em Dardan Rexhepi. Sete minutos depois, Ricardinho foi expulso, por conta do segundo cartão amarelo no jogo. Com nove jogadores do Rangers contra dez do Malmo, os escoceses conseguiram manter a vantagem no placar até os 35 minutos. Mas Jiloan Hamad empatou a partida, resultado que eliminava os Gers. Para se classificar, o time de Glasgow só precisava marcar mais um gol.

Após a eliminação, Ally McCoist reafirmou a necessidade de contratações e o proprietário Craig Whyte emitiu uma nota no site oficial dos Gers afirmando que virão novos jogadores ainda nesta janela de transferência. De fato, a equipe tem que trazer reforços. Não que o time não seja confiável. Mas o ideal é se previnir já que o Rangers é dependente dos gols do atacante Nikica Jelavic e do meio-campista Steven Naismith, que está improvisado no ataque. O problema aconteceria se caso um deles se contundisse. Na temporada passada, Kenny Miller era a grande referência no ataque. Depois de sua saída, o Rangers conseguiu se manter no campeonato porque Jelavic já estava recuperado de lesão e passou a exercer a função de Miller.

Por enquanto, a equipe só contratou os meio-campistas Juanma Ortiz (Almería) e Alejandro Bedoya (Örebro), e os defensores Dorin Goian (Palermo) e Lee Wallace (Hearts), além que Kyle Bartley, que está emprestado ao clube escocês pelo Arsenal. Enquanto os torcedores e Ally McCoist aguardam reforços, o Rangers terá que se focar no Maribor, caso queira concorrer a um título continental. As duas equipes se enfrentam nos dias 18 e 25 de agosto pelos play-offs. Ou os Gers avançarão para a fase de grupos da Liga Europa ou terão que se contentar em disputar a Premier League Escocesa e tentar o seu quarto título consecutivo. Mesmo com o desânimo da eliminação para o Malmo, a equipe de Glasgow não deve se abater já que, possui um elenco mais forte que o adversário.

Também na LE

Outras equipes britânicas que buscam vaga na Liga Europa são Celtic, Shamrock Rovers e Hearts. O vice-campeão escocês, o Celtic enfrentará o Sion, da Suíça. Palpite: tem chances reais de passar. Já os irlandeses do Shamrock Rovers enfrentam o Partizan. Como os sérvios têm mais tradição, são favoritos contra a equipe de Dublin. O Hearts não teve sorte no sorteio e tem o adversário mais difícil: o Tottenham.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo