Europa

Besiktas contou com um gol a mais de saldo para ficar à frente do Galasaray e conquistar a Turquia pela 16ª vez

A definição do acirradíssimo Campeonato Turco ficou para a última rodada, com três times ainda podendo ser campeão

Sabe quando dizem que um gol pode fazer toda a diferença? Pois é. Na Turquia, Besiktas e Galatasaray jogaram 40 vezes e terminaram a temporada empatados em 84 pontos. O confronto direto também foi igual: 3 x 1 para o Galatasaray, 2 x 0 para o Besiktas (não conta gol fora de casa). A definição do título foi, portanto, para o saldo de gols e, com um a mais, o Besiktas se sagrou campeão turco pela 16ª vez, após ganhar do Göztepe, por 2 a 1.

Na realidade, a diferença acabou sendo de dois gols porque, mesmo se o Galatasaray tivesse feito mais um na sua vitória por 3 a 1 sobre o Yeni Malatyaspor, empataria em saldo e a definição seria em gols marcados, outro aspecto em que o Besiktas leva vantagem – 89 x 80.

De qualquer maneira, uma edição do Campeonato Turco extremamente acirrada e que chegou à última rodada com três clubes mais vencedores do país podendo conquistar o título foi definida em detalhes.

Como o primeiro tempo não foi bom para ninguém, foi melhor para o Besiktas, que entrou em campo em vantagem e se beneficiava da manutenção do status quo. Chegou a abrir o placar, aos 10 minutos, quando Welinton deu uma assistência de cabeça, após cobrança de escanteio, para Domagoj Vida completar na boca do gol. O Göztepe, porém, empatou em jogada parecida no outro lado, com Alpaslan Öztürk.

O primeiro tempo terminou empatado, mas o Besiktas não precisava se desesperar porque o Galatasaray também estava se enroscando com o Yeni Malatyaspor, que foi aos vestiários vencendo por 1 a 0, com Adem Büyük completando um contra-ataque no qual a recomposição defensiva do Galatasaray não brilhou.

E o Fenerbahçe, que não apenas precisava vencer o Kayserispor como também torcer para que os dois adversários fossem derrotados, saiu atrás, com gol de Pedro Henrique, aos 18 minutos.

O título do Besiktas passou alguns minutos sob risco depois do intervalo. O Galatasaray virou antes dos 15 minutos, com um bonito gol coletivo de Halil Dervisoglu e outro de Ryan Babel, aparecendo na segunda trave. Àquela altura, o Besiktas ainda empatava com Göztepe.

Mas, pouco depois, conseguiu o segundo gol. Cyle Larin disparou pela esquerda, entrou na área e tentou o cruzamento. O corte voltou para Larin que, na hora de tentar fazer a jogada, foi derrubado por Öztürk. Rachid Ghezzal marcou e garantiu a vitória do Besiktas.

Com ela, o Galatasaray precisaria fazer mais três gols para passar à frente no saldo, e não foi por falta de tentativa em uma partida na qual finalizou 33 vezes e exigiu sete defesas do goleiro Ertaç Özbir. Apenas um deles saiu, aos 47 minutos, com Ogulcan Çaglayan.

Não que alguém ainda estivesse prestando atenção a jogo do Fenerbahçe, mas, depois de perder um pênalti com José Sosa, o Fener conseguiu a virada. Outra penalidade, aos 45 minutos do segundo tempo, foi convertida por Enner Valencia, que depois deu o cruzamento para um gol… interessante de Serdar Aziz, que cabeceou da entrada da área e encobriu o goleiro Dogan Alemdar, do Kayserispor.

O Galatasaray começou mal o campeonato, enquanto o Besiktas teve bastante regularidade, apenas uma vez passando três rodadas sem vencer. Mas o Gala guardou gás para o fim, com seis vitórias seguidas na reta final. O Besiktas perdeu o confronto direto para o Galatasaray, na antepenúltima rodada, e foi derrotado na sequência pelo Fatih Karagümrük, o que acabou deixando tudo aberto para o fim de semana derradeira.

Voltou a vencer na hora certa, porém, e conquistou seu terceiro título em 12 anos, após o bicampeonato entre 2016 e 2017. Campeão na temporada passada, o Istambul Basaksehir ficou apenas em 12º lugar. Besiktas e Galatasaray irão para a Champions League.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo