Estados UnidosMLS

Um time para a história

Um dos melhores times da história da Major League Soccer, senão o melhor. É assim que o atual elenco do Los Angeles Galaxy será conhecido. Depois de vencer o Supporters Shield (nome do troféu para o vencedor da temporada regular), o time da Califórnia venceu o Houston Dynamo no último domingo e conquistou a MLS Cup pela terceira vez na história da franquia.
Em uma temporada extremamente dominante, o Galaxy do técnico Bruce Arena perdeu apenas cinco das 34 partidas disputadas. Além disso, os californianos se mantiveram invictos e conseguiram 41 pontos dos 51 disputados em jogos no Home Depot Center, casa do Galaxy, onde foi disputada a final da MLS Cup.

Durante toda a temporada, o sucesso do Galaxy pode ser explicado pelo desempenho defensivo do clube. Os galácticos tiveram a melhor defesa da competição, sofrendo apenas 28 gols em 34 partidas. Outro fato extremamente notável é que dos treze jogos que terminaram com um gol de diferença entre os três times, o Galaxy esteve do lado vencedor em doze deles.
Outro ponto bastante importante da conquista foi a participação dos três jogadores designados: Robbie Keane, Landon Donovan e David Beckham. Os três combinaram para 16 gols e 19 assistências durante a temporada regular e participaram de todos os tentos anotados pelo Galaxy nos play-offs. E para fechar com chave de ouro, o gol do título saiu de uma jogada que envolveu os três.

Robbie Keane chegou apenas em agosto, mas seu efeito foi imediato. Logo em seu primeiro jogo, o irlandês precisou de apenas 21 minutos para deixar sua marca. E mesmo nos jogos em que não marcou, Keane abriu espaço para que outros jogadores como Mike Magee aparecerem. Magee marcou gol em todas as partidas dos play-offs antes da final.

Mas a questão que já havia aparecido durante todo o ano e aumentou nos dias em volta da final. O contrato que David Beckham assinou quando chegou ao Galaxy termina no final dessa temporada e pelo menos publicamente, o inglês não admitiu o que fará.

Não dá para saber se esse foi o último de David Beckham na MLS, mas se for, o inglês enfim mostrou o futebol que era esperado dele quando contratado pelo Galaxy. Depois de passar quase toda a temporada de 2010 de fora, devido a uma lesão adquirida quando estava emprestado ao Milan, Beckham fez dois gols e deu 15 assistências na temporada regular. Por essa participação importante, o meia recebeu o prêmio de “retorno do ano”.

O próximo desafio do Galaxy começa em março, quando disputa as quartas-de-final da Concacaf Champions League da temporada atual. Ainda não dá para saber como o time se comportará, pois pode ficar sem Beckham e Juninho, duas peças importantes. Mas pelo menos para esse confronto, o clube da Califórnia é favorito.

O Galaxy é extremamente merecedor da MLS Cup, tanto que dominou inteiramente a final e se não fosse a horrível pontaria de Adam Cristman o placar poderia ser bem maior que o 1 a 0 que o placar mostrou no fim do jogo. E durante todo o ano, os californianos foram o time mais regular e que menos oscilou. E isso ficará parta a história da Major League Soccer.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo