Estados UnidosMLS

Surpresa(s)!

Olhando a classificação da MLS, o San Jose Earthquakes é o primeiro colocado no Oeste (empatado com o Real Salt Lake, mas com dois jogos a menos) e o D.C. United é o segundo lugar do Leste (atrás só do Sporting Kansas City). Alguém via isso acontecendo? É bem provável que nem os torcedores mais otimistas desses times esperassem um resultado tão bom durante a temporada.

Os dois clubes que mais subiram de rendimento na liga desde o final da última temporada até agora se encontrarão na noite dessa quarta (02/05). A partida será realizada no Buck Shaw Stadium, casa do San Jose Earthquakes, em Santa Clara (Califórnia).

A chegada de Dwayne De Rosario no meio do ano passado trouxe uma nova esperança ao D.C. United, que quase conseguiu chegar aos playoffs na última temporada, mesmo no primeiro ano completo de Ben Olsen, que era jogador do time da capital, como técnico da equipe.

Para o sucesso atual, o DC conta com um ataque que vem jogando muito bem. Enquanto De Rosario arma, Chris Pontius e o brasileiro Maicon Santos finalizam as jogadas. Além disso, o grupo conta com a ótima participação do novato Nick DeLeon, novato vindo da Universidade de Louisville. Os quatro fizeram 14 dos 15 gols marcados pelo time da capital na MLS. Maicon tem seis, Pontius quatro, DeLeon três e De Rosario um.

Por mais que a defesa não ajude, tomando dez gols em nove partidas, o ataque tem conseguido segurar a barra e dar condições para que o DC conquiste pontos. Depois das derrotas nos dois primeiro jogos, o clube da capital não perdeu mais, vencendo quatro dos sete jogos seguintes e embalando na MLS.

O San Jose é mais surpresa ainda. O clube terminou a última temporada em penúltimo na conferência, mas já desponta como um ótimo candidato aos playoffs. São seis vitórias, um empate e uma derrota nos oito primeiros jogos.

O capitão e artilheiro Chris Wondolowski é mais uma vez a principal peça dos Earthquakes. Wondo, artilheiro da MLS em 2010 e 2011, mantém uma ótima média de um gol por jogo e está apenas um gol atrás de Thierry Henry, atual goleador da liga. E nos último jogo, quem apareceu bem foi a peste Steven Lenhart, que marcou os dois tentos dos Quakes na vitória contra o Philaldephia.

A defesa acaba convencendo mais que a do D.C. United. Já foram três jogos sem tomar nenhum gol e o time não sofreu mais que dois tentos em nenhuma ocasião. Por mais que os dois times sejam surpresas, o confronto deve ser bem interessante, até por colocar frente a frente o conjunto de ataque mais produtivo e um dos grandes goleadores da história da liga. Vale a pena conferir.

Confira os resultados da 8ª semana da Major League Soccer:

FC Dallas 1×1 Real Salt Lake
FCD: Brek Shea (45’) / RSL: Emiliano Bonfigli (72’)

Montréal Impact 2×0 Portland Timbers
MON: Bernardo Corradi (76’), Sinisa Ubiparipovic (84’)

New York Red Bulls 1×0 New England Revolution
NY: Thierry Henry (7’)

Philadelphia Union 1×2 San Jose Earthquakes
PHI: Gabriel Gómez (83’) / SJ: Steven Lenhart (76’, 93’)

 

Real Salt Lake 3×2 Toronto FC
RSL: Kyle Beckerman (7’), Ricard Eckersley (contra, 57’), Jonny Steele (93’) / TFC: Eric Avila (48’), Doneil Henry (77’)

Colorado Rapids 4×0 Chivas USA
COL: Tony Cascio (50’), Kamani Hill (82’, 93’), Jeff Larentowicz (84’)

D.C. United 3×2 Houston Dynamo

DC: Maicon Santos (11’, 70’), Dwayne De Rosario (54’) / HOU: Will Bruin (50’, 59’)

Columbus Crew 0x1 Vancouver Whitecaps
VAN: Young Pyo Lee (74’)

Chicago Fire 1×2 Seattle Sounders

CHI: Marco Pappa (89’) / SEA: Arne Friedrich (contra, 39’), Eddie Johnson (67’)

Los Angeles Galaxy 1×1 FC Dallas
LA: Pat Noonan (92’) / FCD: Brek Shea (61’)

 

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo