Estados UnidosMLS

Os trunfos de cada equipe nas finais de conferências da MLS

A atual temporada da Major League Soccer está em seu momento derradeiro. Os jogos decisivos das finais de coferência acontecerão neste final de semana, e no domingo já saberemos quais equipes decidirão a liga em 2013. Na final da Conferência Leste, Sporting Kansas City e Houston Dynamo empataram em 0 a 0, e a disputa está completamente aberta para o jogo da volta em Kansas. Já na Conferência Oeste, o Real Salt Lake conseguiu ótima vantagem ao vencer em casa por 4 a 2, mas os números do Portland Timbers na fase regular da MLS dão indícios de que as coisas não estão tão definidas quanto possam parecer.

De olho neste final de semana de soccer, analisamos como as quatro equipes chegam para os duelos de volta das finais de conferências e projetamos como os atuais panoramas podem se encaixar nas partidas.

Sporting KC

A força do Sporting KC está em sua defesa, a menos vazada da fase regular da Major League Soccer, e talvez esse seja um importante trunfo para chegar à final da liga. No jogo de ida, jogando como visitante contra o Houston Dynamo, o KC empatou em 0 a 0 e agora decide em casa. O ataque não é dos mais efetivos (47 gols em 34 partidas), mas ainda assim está em vantagem por jogar em casa. O atacante argentino Claudio Bieler, destaque na LDU campeã da Libertadores em 2008, é a esperança de gols por ser o artilheiro da equipe, com 11 gols e cinco assistências em 29 partidas. Graham Zusi, da seleção norte-americana, é também um dos destaques do time lá na frente, atuando no meio-campo e contabilizando seis gols e cinco assistências em 30 jogos. Zusi pode muito bem ser o herói do Kansas neste final de semana. O jogador mostrou levar jeito para isso ao salvar o México nas Eliminatórias, fazendo gol contra o Panamá que garantiu os mexicanos na repescagem.

Houston Dynamo

Os principais nomes do Houston Dynamo estão no meio de campo. O hondurenho Boniek García e o norte-americano Brad Davis são os principais responsáveis pela armação da equipe e desempenham muito bem esta função. Embora o primeiro não tenha uma finalização tão apurada, seu controle de bola e a maneira como constrói as jogadas do time o colocam como uma peça fundamental na equipe de Dominic Kinnear. O segundo tem cinco gols, mas destaca-se mesmo quando procura deixar seus companheiros em condições de marcar. Jogador da seleção dos Estados Unidos, Davis já deu nove assistências na MLS nesta temporada. Além da dupla, o atacante Will Bruin não deixa nada a desejar e já soma 10 gols e sete assistências. Poder ofensivo o time tem. Embora não tenha o colocado em prática no jogo de ida em casa, não dá para descartar que o setor ofensivo do Houston ameace a forte defesa do Kansas.

Em Houston, Dynamo e Sporting KC empataram em 0 a 0 (AP Photo/Bob Levey)
Em Houston, Dynamo e Sporting KC empataram em 0 a 0 (AP Photo/Bob Levey)
Projeção

O Houston Dynamo precisará de uma atuação inspirada de seus jogadores ofensivos para superar a forte defesa do Sporting KC em casa. Os anfitriões, por sua vez, deverão ser bastante efetivos quando forem ao ataque, o que não aconteceu no jogo de ida, quando foram mal nas finalizações. Não há favoritos para o jogo. Na fase regular o Kansar foi superior ao Houston, mas a equipe texana tem ido bem nos playoffs.

Portland Timbers

O Portland Timbers foi a equipe que terminou com o melhor saldo de gols na fase regular da MLS. Teve o terceiro melhor ataque nos 34 jogos disputados, com 53 gols marcados, e a segunda melhor defesa, com 33 sofridos. O bom número defensivo, no entanto, de pouco adiantou no jogo de ida, em Salt Lake, quando foi derrotado por 4 a 2. A saída agora é partir para o ataque mesmo jogando fora de casa e contar com a efetividade do trio formado por Will Johnson, Diego Valeri e Darlington Nagbe. Os dois primeiros têm 11 gols, cada, na competição, enquanto Nagbe soma 10. Valeri destaca-se entre o três por ter servido bastante seus companheiros, com oito assistências. Embora tenha sofrido a derrota no primeiro jogo, o Portland Timbers não pode ser descartado antecipadamente, mesmo que o gol fora de casa não conte como critério de desempate. A equipe comandada por Caleb Porter tem completas condições de conseguir pelo menos um resultado que leve o jogo para a prorrogação.

Real Salt Lake

O Real Salt Lake nunca teve uma estrela em seu elenco como New York Red Bulls e Los Angeles Galaxy, mas entra ano, sai ano estão na briga pelo título ou pelo menos na fase de playoffs. Nesta temporada, a equipe teve o segundo melhor ataque da fase regular, com 57 gols, e deve isso ao ótimo desempenho do costarriquenho Álvaro Saborío e do argentino Javier Morales. O primeiro é o artilheiro da equipe, com 12 gols, enquanto Morales fez pouco menos – nove tentos -, mas teve um ótimo número de assistências: nove. A equipe deixou bem encaminhada sua classificação para a final da MLS e contará com Chris Schuler, principal nome de sua defesa, para impedir uma possível reviravolta por parte do Portland. No jogo de ida, Saborío desfalcou o Salt Lake, que mesmo sem seu artilheiro conseguiu marcar quatro gols. Para a volta, o atacante ainda é dúvida. Se jogar, melhor para Jason Kreis, treinador do clube. Se não estiver disponível, tudo bem. Afinal, já ficou provado que a equipe é competitiva independentemente de um ou outro nome individual.

Em casa, o Salt Lake venceu o Portland na partida de ida por 4 a 2 (AP Photo/Rick Bowmer)
Em casa, o Salt Lake venceu o Portland na partida de ida por 4 a 2 (AP Photo/Rick Bowmer)
Projeção

Obviamente, a vitória por 4 a 2 deixou o Real Salt Lake em posição mais confortável. A organização da equipe, seu equilíbrio e as boas campanhas que sempre faz dão base para apostar em um time bem estruturado em campo e sabendo o que deve e não fazer para ir à final. Ainda assim, os ótimos números do Portland Timbers, em especial do trio citado acima, deixam a disputa mais aberta do que o resultado na ida sugere. Se contar com Saborío, o Portland pode fazer o que faltou no primeiro jogo: chutar a gol. Precisão os Timbers mostraram ter, já que marcaram dois gols em apenas três finalizações a gol. O caminho do Portland para uma possível final passará necessariamente pela criação de jogadas. Caleb Porter sabe exatamente o que seus comandados terão de corrigir para ameaçar a classificação do Salt Lake. Os anfitriões deverão encontrar dificuldade para superar a defesa dos visitantes, já que estes conhecem a qualidade ofensiva do Portland e têm uma boa vantagem debaixo dos braços.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo