Estados UnidosMLS

Os dois lados da moeda

2011 foi um ano complicado para o New York Red Bulls. O time começou a temporada como um dos grandes favoritos para a conquista da MLS, mas vários problemas assombraram os nova-iorquinos de modo que a vaga nos playoffs só veio nas últimas rodadas da temporada regular. Thierry Henry jogando menos do que poderia, Rafa Marquez não jogando nada e ainda descontando nos companheiros e uma defesa que era uma água quando o assunto era bolas paradas.

Após o primeiro jogo da temporada, tudo parecia a mesma coisa. A defesa sofreu gol de bola parada e o ataque não funcionou muito, com Henry tendo que vir buscar bolas no meio do campo. E a situação parecia piorar quando dois dos atacantes que jogaram em 2011 sofreram problemas. Juan Agudelo se machucou durante o Pré-Olímpico da Concacaf e ficará fora do resto da temporada, enquanto Luke Rodgers teve seu visto de trabalho negado e não pode voltar para NY.

Foi quando Kenny Cooper, que já havia marcado o gol dos Red Bulls na estreia saindo do banco, teve que aparecer. Desde a sua entrada como titular, na terceira partida da temporada, Cooper fez seis gols e deu uma assistência em quatro jogos. Além disso, sua entrada também beneficiou Henry, que tem sete gols e quatro assistências nessas quatro partidas.

Mesmo que outras peças importantes para o setor ofensivo, como Joel Lindpere, não tenham aparecido bem na temporada, já dá para falar que o ataque está muito melhor que o do ano passado. Henry e Cooper mostraram ter uma boa química em campo e até surpreendente, já que Henry não se saiu tão bem com Rodgers ao seu lado, um centroavante parecido com Cooper.

Se o ataque melhorou, não aconteceu a mesma coisa com a defesa. O clube é o segundo colocado na Conferência Leste da MLS, mas é a terceira defesa mais vazada, tomando 10 gols em seis jogos. O imenso problema das bolas paradas não foi resolvido e se os ataques adversários fossem um pouco mais competentes nessas jogadas, o número de gols sofridos pelos Red Bulls seria ainda maior. Além da defesa não prestar atenção em toda a sequência da jogada, as marcações não são tão efetivas por causa de desencontros.

E Rafa Marquez continua causando problemas. Além de não ter melhorado seu nível de futebol, Marquez deve levar uma suspensão até grande por ter derrubado Shea Salinas, do San Jose Earthquakes, como se estivesse disputando uma luta de MMA. Salinas sofreu uma lesão na clavícula durante o lance e não tem previsão de retorno. Como a MLS leva em consideração o passado dos jogadores nas suspensões, Marquez deve tomar uma punição extensa.

Por mais que o ataque dos Red Bulls funcione, Hans Backe tem que dar um jeito em sua defesa. Não dá para viver só com Cooper e Henry fazendo gols, o grupo defensivo não pode deixar de funcionar. Atualmente, o ataque tem que fazer mais de 1,67 gols por jogo para vencer uma partida. Além disso não vir sempre, Marquez tem que melhorar suas ações e realmente virar um líder do grupo. Tem time para conquistar a MLS Cup, mas se a defesa não quiser jogar, não tem como.

Confira os resultados da 6ª semana da MLS:

Seattle Sounders 1×0 Colorado Rapids
SEA: Zach Scott (63’)

Philadelphia Union 1×0 Columbus Crew
PHI: Gabriel Gómez (38’)

New England Revolution 1×2 D.C. United
NE: Pepe Moreno (6’) / DC: Maicon Santos (19’), Chris Pontius (82’)

Toronto FC 0x1 Chivas USA
CHV: Oswaldo Minda (31’)

New York Red Bulls 2×2 San Jose Earthquakes
NY: Kenny Cooper (5’), Dax McCarty (22’) / SJ: Rafael Baca (15’), Chris Wondolowski (35’)

FC Dallas 2×1 Montréal Impact
FCD: Blas Pérez (77’), Break Shea (88’) / MON: Bernardo Corradi (61’)

Sporting Kansas City 1×0 Real Salt Lake
KC: Aurelien Collin (63’)

Los Angeles Galaxy 3×1 Portland Timbers
LA: Landon Donovan (44’), Juninho (83’), David Beckham (91’) / POR: Kris Boyd (23’)

Chicago Fire 1×1 Houston Dynamo
CHI: Logan Pause (27’) / HOU: Will Bruin (24’)

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo