MLS

O Karatê Kid baixou na MLS para render um golaço no início dos playoffs

Entre quarta e quinta-feira, aconteceram os jogos da “repescagem” da Major League Soccer. Oito times classificados aos playoffs, mas sem as melhores campanhas das conferências, se enfrentaram em jogos únicos para determinar quem passaria às quartas de final. E entre duelos emocionantes, o principal deles aconteceu na Califórnia, fechando esta etapa da liga. O Los Angeles FC jogava em casa, depois de ótima campanha de estreia na temporada regular. No entanto, terminou surpreendido pelo Real Salt Lake, que assegurou o triunfo por 3 a 2, em noite de duas viradas. A reação ainda rendeu um gol espetacular de Damir Kreilach, digno de concorrer ao prêmio como mais bonito do ano.

Portland Timbers, New York City e Columbus Crew já tinham assegurado a classificação para a etapa seguinte da MLS Cup – com destaque à queda do DC United para o Crew, com direito a pênalti perdido por Wayne Rooney. Já em Los Angeles, a emoção foi total. Kreilach abriu o placar ao Real Salt Lake, mas Danilo Silva e Christian Ramírez viraram ao LAFC. Já na segunda etapa,  Kreilach anotou sua pintura: uma sobra de bola na entrada da área se transformou em golpe de artes marciais, digno de Zlatan Ibrahimovic. Já no final, um gol contra de Walker Zimmermann determinou a comemoração da franquia de Utah.

Na próxima fase, New York City e Atlanta United fazem o grande jogo da Conferência Leste, enquanto o Columbus Crew desafia o favoritismo do New York Red Bulls. Já no Oeste, o líder Sporting Kansas City encara o Real Salt Lake e o Seattle Sounders faz o clássico diante do Portland Timbers. Nas semifinais de conferência, os confrontos são realizados em jogos de ida e volta.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo