MLS

Gales, Golfe, Los Angeles? Bale confirma mudança para o LA FC

Craque galês encerra período vitorioso e relação deteriorada com o Real Madrid

O período de Gareth Bale no Real Madrid chegou ao fim, oficialmente. Embora já se soubesse que o galês não renovaria com o clube, atual campeão europeu, o destino do jogador já é oficial: o Los Angeles FC, da MLS. Bale anunciou em suas redes sociais a mudança, que será efetiva a partir de julho.

Foram nove anos de altos e baixos pelo clube espanhol, que contratou o atacante por astronômicos €100 milhões em 2013. De cara, Bale trouxe um impacto a um time que ambicionava dominar a Europa e já contava com o altíssimo poder de fogo de Cristiano Ronaldo no ataque. Campeão europeu em sua temporada de estreia, o galês marcou na final contra o Atlético de Madrid e basicamente retornou o investimento aos madridistas.

Embora tenha sido crucial no título de 2014 e nas edições de 2016, 17 e 18 (incluindo o gol de bicicleta contra o Liverpool na decisão), Bale perdeu o interesse e o prestígio que tinha com a diretoria e a torcida, após o quarto caneco continental. E o desinteresse era tão visível que se transformou em piada, a cada vez que ele sumia das escalações do Real e mostrava um alto nível e entrega pela sua seleção. O custo Bale se tornou caro demais e o próprio clube percebeu isso, tirando dele qualquer influência sobre os demais jogadores de 2019 em diante, durante a transição após a primeira Era Zidane no comando.

Tanto que na campanha vencedora de 2022, Bale mal entrou em campo, somando míseras sete aparições ao longo da temporada. Somando 2019-20 e 21-22, o atleta teve apenas 27 partidas. Emprestado ao Tottenham, tentou recuperar o brilho com o clube que o projetou ao estrelato, acumulou boas atuações, mas não houve acordo para a sua permanência e acabou retornando ainda mais desprestigiado ao Madrid.

Lakers na grama?

Gareth não é mais um menino e, aos 32 anos, chega como uma estrela em boa forma para encerrar sua carreira no futebol norte-americano. A MLS tem o perfil de Bale como ideal para alavancar a imagem da liga no resto do planeta, e oferece em troca um mercado forte como o de Los Angeles para que o galês fique e ainda convença outras estrelas no futuro. Para quem deseja acompanhar jogadores veteranos acima da média, dominando um campeonato que ainda é tecnicamente muito pobre, a MLS é a pedida ideal.

O contrato do LA FC com Bale é de um ano, e poderá ser estendido de acordo com o rendimento do craque. Cá para nós, a não ser que o atacante sofra com lesões, dificilmente a sua produção será considerada abaixo da crítica pelo clube. No elenco, o galês encontrará figuras como o mexicano Carlos Vela e o zagueiro Giorgio Chiellini, que acertou com a equipe californiana nesta janela de transferências.

Resta saber se o LA não fará papelão semelhante ao da grande franquia da cidade, o Lakers, que reuniu em torno de Lebron James um elenco de velhas glórias e fracassou de forma retumbante na última temporada da NBA. Pelo menos no quesito personagem, Los Angeles ganhou em Bale uma figuraça que deve ocupar o noticiário com alguma frequência.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo