Estados UnidosMLS

Ele está de volta: Donovan revê a aposentadoria e jogará pelo Galaxy até o final da temporada

Em 2014, Landon Donovan decidiu pendurar as chuteiras. Apesar da idade relativamente baixa para um jogador de futebol, o atacante americano preferiu encerrar uma carreira de respeito com a seleção americana e de muitos títulos pelo Los Angeles Galaxy. Menos de dois anos depois, entretanto, o veterano sentiu a abstinência dos campos. De maneira surpreendente, o Galaxy anunciou o retorno de Donovan nesta quinta-feira. O artilheiro de 34 anos assinou contrato com os californianos até o final da temporada e se juntará aos treinos a partir desta sexta-feira.

“Duas semanas atrás, eu estava trabalhando como comentarista no jogo entre Galaxy e Whitecaps. Durante a partida, três jogadores do Galaxy sofreram lesões. Logo na sequência, De Jong se transferiu ao Galatasaray e veio a notícia de que Gyasi Zardes perderia o resto da temporada. Desde a minha aposentadoria, eu mantive contato próximo com vários membros da comissão técnica e jogadores. Eu falei com alguns deles nesta semana e brincaram se eu estava pronto para voltar, a fim de preencher o vazio deixado pelas lesões. Eu lembrei a eles que não disputei nenhum jogo importante em dois anos e certamente não poderia suprir as ausências. Ao longo dos dias seguintes, comecei a pensar sobre o assunto. Eu me importo muito com o Galaxy e acredito que posso ajudar um pouco na busca pelo sexto título da MLS. Além disso, a oportunidade de entrar em campo com meu filho é um sentimento que eu nunca poderia replicar”, explicou Donovan.

“Eu tive uma conversa franca com Bruce Arena e nós começamos decidir se fazia sentido. Concordamos que, se isso acontecesse, as expectativas seriam mínimas e ele poderia me usar em situações que fizessem sentido. Passei muito tempo conversando com minha família e amigos próximos e todos concordaram que seria uma oportunidade maravilhosa. Eu sei que isso não será bem recebido por todos. Tudo bem. Eu sempre tomei decisões na vida baseadas em dois princípios: a minha felicidade e a felicidade daqueles com quem me importo. Estar em campo outra vez, para ajudar o clube que significa tanto para mim e ter meu filho em meus braços, sem dúvidas, fará feliz a mim e aos meus amados. É tudo o que importa”, concluiu.

Nascido na Califórnia, Donovan defendeu Bayer Leverkusen e San Jose Earthquakes antes de chegar ao LA Galaxy, em 2005. Em dez temporadas com o clube, marcou 140 gols e conquistou quatro títulos da MLS. E o último ano do atacante foi bom, balançando as redes 13 vezes em 36 partidas, despedindo-se com mais uma taça nas mãos. Sensação que deseja repetir outra vez. Atualmente, os californianos ocupam a terceira colocação na Conferência Oeste e vão se classificando aos playoffs.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo