Espanha

Xavi mostra que o resultado não é o essencial para o Barça

Nesta quarta-feira, Xavi levantou nova discussão em torno do estilo de jogo praticado pelo Barcelona. O capitão da equipe declarou em entrevista ao site da Uefa que falta identidade aos clubes em geral na Europa, coisa que tem sido a marca do Barça em todos os campeonatos em que se envolve.

Para Xavi, a competição é necessária, mas o vencedor precisa ter uma sequência acima de tudo. “Claro que o objetivo é vencer. Mas nossa satisfação precisa ser dobrada. Outras equipes ganham e são felizes, porém não é a mesma coisa. Falta identidade. No futebol, o resultado é um grande impostor. Pode até fazer tudo muito bem, com talento e acabar perdendo. Creio que há algo mais importante do que o resultado, mais duradouro: a herança”.

Para muitos, o tiki-taka é fantástico, revolucionário e toda aquela puxação de saco, resumo do talento dos jogadores e de toda uma filosofia implantada desde as categorias de base. Para outros, é entediante, pouco objetivo, cansativo e que tira grande parte da emoção do jogo.

O Barça tem sido especialista em gerar controvérsia, seja na vitória ou na derrota, quando mantém o seu padrão, apenas oscilando em sua intensidade. Um exemplo gritante disso foi mostrado nos dois jogos diante do Milan pela Liga dos Campeões, quando os catalães perderam na ida por 2 a 0 e venceram  na volta no Camp Nou por 4 a 0.

Na Itália, os blaugranas pareciam abaixo do seu desempenho físico e mental. Muita distração, erros bobos na marcação e na armação. Como punição, os gols que deram aos rossoneri a ilusão de que poderiam derrubar o time mais temido do mundo na atualidade.

O Camp Nou recebeu o segundo confronto e presenciou uma aula de superação e de ofensividade por parte do time da casa, que demoliu sem grandes dificuldades o Milan, devolvendo os italianos ao papel de azarões da competição. E eliminados, claro. Mesmo que não vença essa Liga dos Campeões, onde tem o Bayern Munique pela frente, o Barcelona mostrou que não se acomoda como favorito e se precisar suar a camisa, dar sangue e ir para a batalha, não vai pensar duas vezes.

Catalães não fogem aos seus mandamentos

No manual prático de como ser o Barcelona, certamente não há nenhum tópico que envolva se livrar da bola de qualquer jeito, prioridade por lançamentos longos ou abuso das jogadas aéreas, o famoso chuveirinho.

Como enaltecido por Xavi lá em cima, o Barça pode até ter seu volume reduzido em relação a um confronto ou outro. Contudo, dificilmente fugirá da sua premissa, que é controlar o oponente. Raramente se vê um time afoito, apressado, ansioso em resolver logo uma situação.

Não que fosse uma novidade para quem acompanha o clube desde a reformulação ao longo dos anos 2000 e a política de investir mais em atletas da base em La Masia. A verdade é que perdendo ou ganhando, Messi e seus companheiros não adotarão uma postura muito diferente do visto até aqui.

Esqueça aquele papo dos cariocas que “na hora do aperto, urubu vira meu louro”. Não há uma mudança drástica no esquadrão blaugrana nem em casos de emergência. A derrota não é uma ameaça à filosofia barcelonista, muito pelo contrário. Quando se fala em herança dessas vitórias em La Liga ou até na Europa, significa muito mais do que apenas um troféu no salão nobre. E sim todo um trabalho que vem de anos atrás, evoluindo com o passar do tempo.

Quem quiser ser referência no esporte, seja por talento ou pelas muitas vitórias, tem de apresentar algo diferente. A contribuição do Barcelona que venceu duas vezes a taça da Liga dos Campeões em 2009 e 2011 é essa: promover mudanças na forma como os times e treinadores enxergam o jogo. Hoje todos querem fazer igual Guardiola, pois acreditam que essa escola é de sucesso, de excelência.

Então sim, nesse ponto Xavi tinha razão. A herança do Barça foi mesmo mais importante do que o resultado obtido nas competições que disputou. Ou você acha que alguém se espelharia no Porto de 2003, no Chelsea de 2012?

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo