Espanha

Xavi comemora acerto com Dani Alves: “É vencedor e tem alma”.

O treinador, prestes a estrear no banco do Barça contra o Espanyol neste sábado, também afirmou que precisa recuperar a confiança de Philippe Coutinho

Em sua primeira entrevista coletiva pré-jogo como técnico do Barcelona, Xavi Hernández comemorou o acerto com Daniel Alves, afirmou que precisa recuperar a confiança de Philippe Coutinho e chamou a pressão para a comissão técnica. No próximo sábado, começará a segunda etapa da sua história no Camp Nou recebendo o Espanyol para o dérbi da Catalunha.

Alves, 38 anos, foi anunciado pelo Barcelona semana passada, mas poderá entrar em campo apenas em janeiro, quando as inscrições são reabertas. “Ele vai somar em tudo. É vencedor e tem alma. Dentro de campo, nós o vimos jogar e está muito bem fisicamente. Ele vai somar e é um jogador espetacular. É um dos melhores que vi na minha carreira nas associações dentro de campo. É uma pena que não podemos usá-lo até janeiro”, disse Xavi, que foi companheiro do lateral direito brasileiro em seus tempos de jogador.

Coutinho começou a retornar neste começo de temporada, após um longo tempo machucado. Também ganhou convocação da seleção brasileira, embora não tenha sido utilizado contra Colômbia e Argentina. “É um jogador que pode atuar em várias posições”, afirmou Xavi. “Tem que recuperar a confiança. Falamos com ele e ele precisa ser importante. É um jogador com talento nato, pode driblar e chutar. Pode fazer gols para aumentar essa eficiência. Ele com certeza terá chances porque é um jogador que eu pessoalmente gosto. Tem talento, mas temos que recuperá-lo do ponto de vista anímico. Se tudo correr bem, terá minutos”.

Xavi também mencionou especificamente o jovem Gavi e o atacante Memphis Depay, que se tornou a referência técnica do Barcelona. “Gavi pode jogar pelos lados, entrando por dentro, de interior ou até de volante. Eu o vejo muito completo. Tem boas condições, tem até um contra um. É um jogador muito versátil, muito jovem, mas já é uma realidade. Tem muito futuro e presente. Fez a diferença em alto nível”, afirmou.

“Memphis é um jogador muito importante para nós. Está fazendo a diferença também com a Holanda. Pode jogar de nove ou pelos lados, ataca os espaços e cria ocasiões. É importante na estratégia. Vamos ver o que faremos, mas precisamos dele. É um dos artilheiros do time e precisamos que esteja feliz”, acrescentou.

Prestes a estrear como treinador do Barcelona, Xavi afirma que está mais tranquilo do que na época de jogador, focado em transmitir a sua ideia aos jogadores. “As sensações são boas”, disse. “Jovens ou veteranos, estamos todos no mesmo barco. É difícil ser jogador do Barça. A pressão agora é para mim e para minha comissão técnica. Os jogadores têm que estar felizes para que possam render 100%”, encerrou.

Após 12 jogos, o Barcelona é nono colocado de La Liga, a 11 pontos da líder Real Sociedad e a 10 do Real Madrid.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo