ArgentinaEspanhaEuropaFrançaMundoPortugal

Você acha que Ibra merece a Bola de Ouro? T. Silva concorda

Nos últimos anos a disputa de melhor jogador do mundo tem sido monopolizada por Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, com o argentino vencendo as quatro últimas eleições realizadas pela Fifa. No entanto, com a série de lesões do camisa 10 do Barcelona e a ascensão de Franck Ribéry e Zlatan Ibrahimovic nos últimos meses, a briga nunca esteve tão aberta como agora desde que Messi levou o primeiro prêmio, em 2009. E o sueco do PSG já pode contar com pelo menos um voto: o de Thiago Silva.

Em entrevista à Sky Sport Italia, o zagueiro afirmou que, para ele, Ibra estaria à frente de Messi e Cristiano Ronaldo. E a diferença entre a opinião de Thiago Silva e a de tantas outras pessoas é que, como capitão da seleção brasileira, o defensor tem direito a um voto.

Com o anúncio de que Messi ficará fora de ação de seis a oito semanas, já podemos praticamente descartar a ideia de que o argentino conquiste a Bola de Ouro pelo quinto ano consecutivo. Embora seja o melhor do mundo atualmente, a premiação recompensa o atleta que teve o melhor ano, e Ronaldo, Ribéry e Ibrahimovic tiveram ano de protagonistas.

Nessas circunstâncias, o grande favorito passa a ser Cristiano Ronaldo. A máquina de gols madridista parece não sofrer nenhum tipo de pane e segue arrasadora. Nas 13 primeiras rodadas de La Liga, já são 16 gols. Pela Liga dos Campeões, os números são ainda melhores: oito tentos em quatro jogos.

Franck Ribéry foi um dos principais nomes do Bayern Munique na temporada passada, em que o time ganhou tudo o que disputou. Na conquista da Liga dos Campeões, além da quebra de um jejum de 11 anos sem vencer a competição, ajudou o time bávaro a humilhar o até então melhor time do mundo, o Barcelona, do argentino Messi. Os esforços do francês não passaram despercebidos, e o jogador do Bayern faturou o prêmio de melhor jogador da Europa na temporada 2012/13, dado pela Uefa. O prêmio, porém, tem uma eleição bem diferente da Bola de Ouro. Na Uefa, um jornalista de cada país filiado vota no seu favorito ao vivo, no dia da entrega do prêmio, entre os três finalistas selecionados. Na Fifa, a votação tem também um jornalista por país, mas a grande massa de eleitores é formada por capitães e técnicos de cada uma das seleções filiadas à entidade.

Ibrahimovic, mesmo com a predileção de um votante como Thiago Silva, corre por fora. Campeão da Ligue 1 com o PSG na temporada passada, o maior trunfo do sueco é a série de golaços que tem marcado ultimamente, um deles inclusive concorrendo a mais bonito do ano. Nesta temporada, tem dividido o protagonismo e os gols com Edinson Cavani, mas ainda assim tem bons números: 15 gols e três assistências em 16 jogos pelo Campeonato Francês (12) e pela Liga dos Campeões (4).

A escolha de melhor do mundo dependerá de qual critério terá maior peso na hora da votação. Se jornalistas, jogadores e técnicos preferem a objetividade dos gols, Cristiano Ronaldo é o nome. Se o mais importante são os títulos, Ribéry sai na frente. Agora se o que encanta mesmo as pessoas que acompanham futebol é a plasticidade de alguns lances, Ibrahimovic é o favorito, com seus constantes golaços. As lesões de Messi deram graça à discussão. Sem elas, o favorito seria muito facilmente apontado. Por fim, após anos, temos uma incógnita.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo