Espanha

Vitórias sobre Real Madrid e Barcelona, golaço de Iñaki Williams e o Athletic tem um título gigante para sua história

A Supercopa da Espanha é o título menos valioso entre os disponíveis para a primeira divisão do país. Isso, claro, do ponto de vista dos times mais badalados e vencedores doo país, Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid. Quando se trata de Athletic Bilbao, a história é diferente. Ainda mais porque o clube basco conquistou duas vitórias enormes: contra o Real Madrid e, nesta final, sobre o Barcelona. Com ares épicos. O Athletic perdia por 2 a 1 até o final do jogo, quando arrancou o empate nos acréscimos, levou o jogo para a prorrogação, virou o jogo e ainda viu Lionel Messi perder a cabeça e ser expulso. A vitória por 3 a 2 é um título muito comemorado pelo Athletic, com toda razão.

O primeiro gol saiu aos 40 minutos. Depois de um cruzamento da esquerda de Jordi Alba, rasteiro, Messi tentou a finalização, a bola sobrou no meio da área para Antoine Griezmann encher o pé e marcar 1 a 0. O empate veio dois minutos depois, aos 42. Iñaki Williams deu um lindo passe para Óscar De Marcos, que apareceu na cara de Marc-André Ter Stegen e marcou 1 a 1.

No segundo tempo, o Athletic chegou a marcar o gol da virada, com Asier Villalibre, mas foi marcado um impedimento que de fato aconteceu antes da cobrança de falta. O segundo gol do Barcelona saiu aos 32 minutos, com mais uma jogada de Jordi Alba pela esquerda. Ele cruzou da esquerda para Griezmann marcar 2 a 1. Parecia que era o gol da vitória, porque o placar permaneceu igual até os 45 minutos do segundo tempo.

Foi quando uma cobrança de falta de Iker Muniain levantou a bola na área e Asier Villalibre desviou para marcar e empatar o jogo em 2 a 2. O jogo foi para a prorrogação. A vantagem psicológica, claro, passou a ser dos bascos.

Logo no início da prorrogação, aos três minutos, Iñaki Williams recebeu no lado esquerdo, dentro da área, puxou a bola para o meio e chutou com precisão, no alto, e marcou um golaço. Virada do Athletic. O jogo ficou mais tenso e mais complicado para o árbitro. Nos minutos finais, Messi se desentendeu com Villalibre e reagiu com um ato violento, na visão do VAR. O árbitro tinha dado amarelo, mas ao rever o lance no vídeo, expulsou o jogador. Foi a primeira expulsão dele em um jogo oficial do Barcelona.

Heróico, o Athletic fica com a taça, que terá o nome de Iñaki Williams gravado na história. O terceiro título da Supercopa na história do clube basco. Antes, tinha conquistado em 1984 e em 2015.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.