EspanhaLa Liga

Vilão por culpa do juiz, Modric acertou um chutaço para terminar a noite como herói

Luka Modric viveu uma noite atípica neste domingo. O maestro do Real Madrid ia sentindo o peso dos pontos perdidos sobre os ombros. Não que a culpa tenha sido sua, mas a partir de seus pés é que nasceu o gol de empate do Granada. Porém, os pés mágicos do croata podem fazer bem mais. E, em um lance ímpar, criaram um golaço já aos 39 minutos do segundo tempo, para definir a vitória por 2 a 1 fora de casa. A vibração do meio-campista na comemoração misturava tanto o alívio quanto a exultação pela pintura que acabara de anotar.

Não foi um jogo fácil para o Real Madrid. Desde o primeiro tempo, o Granada ameaçava, obrigando Keylor Navas a trabalhar além dos limites da grande área. Do outro lado, os centímetros atrapalhavam os merengues a marcar. Até que o gol saísse aos 30 minutos. Dani Carvajal avançou pela ponta direita e cruzou para Karim Benzema, livre de marcação, completar dentro da área. Em fase excelente, o atacante balançou as redes pela sexta partida consecutiva. Chegou a 19 tentos em La Liga, igualando Cristiano Ronaldo e ficando somente a um tento do artilheiro Luis Suárez.

Contudo, o Granada passou a arriscar mais desde o final da primeira etapa. E a entrada de Youssef El-Arabi ajudou a mudar a partida para os andaluzes. O atacante saiu do banco para empatar aos 15 do segundo tempo, em um lance no qual o Real tem muito a reclamar da arbitragem. Em uma bola dominada por Modric no meio de campo, o juiz Jesús Gil Manzano atrapalhou o croata e deixou o caminho livre para os alvirrubros. O gol empurrou os anfitriões ao ataque, criando ocasiões.

Já aos 39, Modric voltou a tomar o protagonismo para si. De fora da área, o camisa 19 limpou o caminho e soltou a bomba, no ângulo do goleiro Fernández. Indefensável. Vibrou muito e assegurou três pontos importantes para o Real Madrid, enfatizando ainda sua boa atuação na Andaluzia – a despeito do lance do gol do Granada. Foram três finalizações do volante, saindo para o jogo e aparecendo para contribuir com o ataque.

O resultado mantém o Real Madrid na terceira posição do Espanhol, um ponto atrás do Atlético de Madrid e a quatro do Barcelona – que tem um jogo a menos. Vitória que não poderia ser desperdiçada contra o vice-lanterna, por mais que o Granada tenha se esforçado bastante. E que, com méritos, deixam Modric em evidência pelo motivo mais justo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo