Espanha

[Vídeo] A impressionante força do futebol para combater (e vencer) o Alzheimer

Feche os olhos. Tente resgatar a sua lembrança mais forte sobre futebol. Um gol antológico, a magia de um craque, a comemoração de um título, a vibração de uma torcida. Provavelmente seu cérebro consegue reconstruir as imagens perfeitamente, assim como a narração do lance ou o barulho das arquibancadas. Dependendo do nível da experiência sensorial, dá até para relembrar cheiros, gostos e o impacto na pele. Uma experiência única, que só ressalta como o futebol consegue mexer com seu cérebro.

Pois o poder do futebol vai muito além. Para quem sofre com Alzheimer, ele pode ser um caminho para trabalhar a memória, a atenção e o estado de ânimo. É essa emoção gravada para sempre que auxilia quem possui a deterioração cognitiva causada pela enfermidade, segundo estudo feito pela Universidade Autônoma de Barcelona. Ver e ler futebol é um jeito de recuperar as habilidades que, pouco a pouco, se perdem aos portadores da doença.

Sabendo disso, a revista Líbero lançou um projeto sensacional. O ótimo periódico espanhol produziu quatro edições especiais, falando de grandes momentos do esporte nas décadas de 1940, 1950, 1960 e 1970. Com a campanha “Fútbol VS Alzheimer”, a publicação levará as revistas para centros de reabilitação de Barcelona. E o resultado terapêutico sobre os idosos é praticamente imediato, trabalhando suas memórias. Uma ideia fantástica, que vale ainda mais a pena quando se percebe como realmente funciona.

Para conhecer melhor o projeto, basta entrar na página especial criada pela Líbero. Mas melhor ainda é assistir ao vídeo, que mostra como a revista é recebida pelos portadores de Alzheimer. De dar esperança:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.