EspanhaEstados Unidos

Torneio promete reunir estrelas na pré-temporada nos EUA

Um torneio de pré-temporada espera reunir algumas das grandes estrelas internacionais durante a pré-temporada dos clubes europeus, em julho. Real Madrid, Juventus, Internazionale e Los Angeles Galaxy já estão confirmados. Outros quatro clubes ainda participarão do torneio. Mas nenhum deles deve ser brasileiro. Enquanto os clubes europeus poderão expor suas marcas em um mercado cheio de possibilidades, os brasileiros seguem com um calendário abarrotado de jogos e que não permite viagens para torneios como esse nem antes, nem durante nem depois da temporada.

O torneio recém-criado será chamado de Guiness International Champions Cup (e sim, é a Guiness famosa, a marca de cerveja irlandesa) e terá jogos em Indianapolis, San Francisco, Phoenix e uma cidade europeia ainda não definida. Serão 12 jogos no total. A ideia é reunir estrelas e atrair a atenção do público americano, que está aumentando em relação ao futebol.

Todos os times jogarão o dia final de jogos em Miami, no estádio Sun Life. Cada time fará três jogos no torneio.  A disputa será em formato de conferências, imitando aquilo que é feito nos esportes americanos. Será uma oportunidade de ver alguns confrontos entre times tradicionais do continente europeu, ainda que ainda em aquecimento para os jogos para valer da temporada seguinte.

Um dos motivos para Miami receber os jogos finais é que a cidade tem pretensões de conseguir um clube na MLS. O dono do Miami Dolphins, time da NFL, é um dos que criou a ideia do torneio e há a ideia de que um torneio de futebol como esse ajude a convencer os dirigentes da liga norte-americana a aceitarem um time da cidade, ao invés de um tão falado novo time em Nova York.

O Los Angeles Galaxy estará em plena temporada da MLS, mas isso não será um problema. A MLS irá reagendar os jogos do time para permitir que o Galaxy dispute as partidas. Uma forma de expor sua camisa contra times que são tradicionais e podem oferecer um desafio técnico para a equipe californiana. Enquanto isso, os clubes brasileiros falam em internacionalização da marca como vender camisas na China. Fica difícil.

Enquanto os clubes não se unirem (e no cenário atual, isso não parece prestes a acontecer) e exigirem uma mudança no calendário permitindo viagens na pré-temporada, nada vai mudar. Vale lembrar que a temporada norte-americana começa só em março. Os times brasileiros poderiam excursionar pelo país e fazer jogos de pré-temporada nos Estados Unidos, combinados com ações de marketing para tornar os clubes brasileiros mais conhecidos. Não parece que haja qualquer fagulha de mudança nesse sentido.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo