EspanhaLa Liga

Se a bola não entrava, Benzema criou um lance de gênio e facilitou outra vitória do Real

Por mais que o Getafe não inspire tanto respeito, visitar o Coliseu Alfonso Pérez às vezes não costuma ser das missões mais fáceis no Campeonato Espanhol. E o Real Madrid sentiu isso por mais de uma hora. Ainda que tivesse amplo domínio do jogo, os merengues não conseguiam vencer a barreira imposta pela muralha azul e pelo goleiro Codina. A partida dura, entretanto, se tornou barbada a partir do momento em que o placar se abriu. Se os madridistas anotaram 3 a 0 no placar e mantém o ritmo forte na liderança de La Liga, devem dar os devidos créditos à jogadaça de Karim Benzema, que clareou o caminho.

Durante o primeiro tempo, por mais que o Real Madrid insistisse, o Getafe conseguia se safar abafando muitas finalizações adversárias. No entanto, o time de Carlo Ancelotti não estava exatamente em seu dia mais feroz. A não ser por Benzema, que já demonstrava sua vontade com uma grande jogada desperdiçada por James e outra individual, que parou em boa defesa de Codina. E, no final da primeira etapa, com o Real intensificando a pressão, o travessão evitou o tento de Kroos quando o goleiro adversário já não podia fazer mais nada.

A paciência precisou ser uma das virtudes dos merengues desta vez. Afinal, somente aos 18 do segundo tempo é que o sufoco se transformou em gol. Benzema fez fila na ponta esquerda, em uma jogada sensacional pela linha de fundo. Deu o passe na medida para Cristiano Ronaldo, livre de marcação, completar dentro da pequena área. A partir de então, o pior já tinha passado e o Real pôde exercer o seu domínio.

A vitória aumentou quatro minutos depois, quando James Rodríguez cruzou no capricho da esquerda e Gareth Bale apareceu na área para completar. E ainda havia tempo para mais um tento de Cristiano Ronaldo, com mais uma assistência de James: outro cruzamento perfeito do colombiano, para o português completar de cabeça. Mais três pontos na conta merengue, que abre quatro de vantagem sobre o Barcelona com o mesmo número de jogos, ainda que os blaugranas tenham compromisso a cumprir diante do Deportivo neste domingo.

Entre tantas virtudes deste Real Madrid, a mais evidente é a quantidade de recursos que Ancelotti dispõe no ataque. Se algo não funciona, há a possibilidade de algum dos tantos craques desequilibrarem. E, por mais que os quatro fantásticos da frente tenham contribuído, este domingo foi mesmo de Benzema, em excelente temporada.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo