Espanha

Time da Ligue 1 quer tirar filho de Ancelotti do Real Madrid

Davide Ancelotti, filho de Carlo, desperta interesse do Stade de Reims, da Ligue 1

O Real Madrid ser um time tão bem treinado e consciente do que fazer coletivamente não é mérito apenas do italiano Carlo Ancelotti, mas de toda comissão técnica.

Dentre os membros que acompanham o experiente treinador, está o filho do próprio, Davide Ancelotti, que agora é procurado para ser o técnico principal de um clube da Ligue 1.

Filho de Ancelotti é alvo do Stade de Reims

O Stade de Reims decidiu procurar por Davide Ancelotti, segundo o jornal inglês The Athletic. A equipe francesa manifestou o interesse por meio de um agente, que falou com o auxiliar italiano de 34 anos.

Para o clube, Davide é o principal candidato para assumir o comando técnico. O interino Samba Diawara treinou o time nas três rodadas finais do Campeonato Francês 2023/24, substituindo Will Still, demitido no início de maio.

Não será fácil para o Reims conseguir tirar o filho de Ancelotti do Real, pois o Real Madrid o vê como “um membro valioso da comissão técnica da equipe”, garante o periódico.

O time do nordeste da França terminou apenas em nono nesta temporada da Ligue 1, melhor campanha desde a temporada 2019/20. Na Copa da França, ainda com Still no comando, caiu nos pênaltis para o Sochaux, da terceira divisão.

Quem é Davide Ancelotti?

O público brasileiro talvez lembre do Ancelotti filho porque, quando pai era cotado para ser o novo técnico da Seleção Brasileira, uma especulação afirmou que o jovem auxiliar poderia fazer a transição antes do técnico do Real assumir.

Como o genitor, Davide foi jogador e passou pela base do Milan, mas se aposentou no Borgomanero, aos 20 anos, para apostar no mundo acadêmico.

E se mostrou uma decisão acertada, tamanho o sucesso do italiano nos estudos. Na avaliação dos cursos da Uefa, bateu quase pontuação máxima nas licenças B (137 pontos de 140 possíveis) e A (13 de 15) da Uefa. Na Universidade, se formou em ciências do esporte.

– Todo mundo quer ser jogador de futebol, mas percebi cedo que não tinha talento para isso, então decidi estudar – disse o jovem, em 2020, ao jornal Daily Mail.

Ele ingressou na comissão de Carletto em 2011, como preparador físico do PSG. Exerceu a mesma função no Real Madrid entre 2013 e 2015 e, quando foi para o Bayern de Munique, já com a licença máxima da Uefa, passou a ser auxiliar.

– O meu objetivo é lhe tirar muitas dúvidas, dar a minha opinião. No final é ele [Carlo] quem toma a decisão. Não estou aqui para dizer ‘sim, sim, sim’, estou aqui como todo treinador assistente, tenho a confiança – eu mais do que os outros – para dizer: ‘não, discordo de você’. – afirmou ao site Liverpool Echo em 2019.

– Temos discussões todos os dias. O auxiliar está ali para criar dúvidas no treinador. Tenho muitas vantagens aqui porque nosso relacionamento é muito próximo. Posso dizer qualquer coisa a ele se não concordarmos. – reiterou ao Daily Mail.

Davide Ancelotti recebeu muitos elogios por onde passou, seja pela honestidade, inteligência ou o bom relacionamento com funcionários e elenco.

Uma fonte do Real descreveu ao The Athletic o auxiliar como “Top. Tem um nível alto e é interessante trabalhar com ele”.

Esse excesso de confiança, por vezes, fez Davide passar a impressão que estava querendo mais fazer amizade do que construir relações profissionais, como após sair para jantar com jogadores do Bayern, segundo o jornal As.

O filho já substituiu o pai à beira do campo em jogos que Carletto esteve suspenso. Na comissão, tem voz ativa e participa da formulação dos treinos.

É um caminho natural virar treinador no futuro por também já ter o nome especulado no Everton e no Basel.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo