Espanha

Real Madrid vai investigar suspeita de fraude em votação

O Real Madrid abriu uma investigação sobre as denúncias de que o presidente Ramón Calderón teria manipulado uma votação na assembléia geral do clube. Segundo publica o diário Marca nesta terça-feira, Calderón teria inflitrado um grupo de pessoas sem direito a voto para conseguir a aprovação do balanço financeiro do ano fiscal 2007/08 e a projeção para 2008/09.

“Decidimos investigar o caso e pedimos ao comitê de disciplina social do clube que, caso se confirmem estes fatos, seja expulso qualquer envolvido que seja sócio”, declarou o diretor de sócios do Real Madrid, Luis Barcena, em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Na reunião de 7 de dezembro, as contas para 2008/09 foram aprovadas com 564 votos a favor, 517 contra e 32 abstenções. O balanço de 2007/08 passou com uma margem um pouco mais folgada. Durante a assembléia, Calderón foi vaiado por um grupo que pedia sua renúncia, diante das más atuações da equipe na atual temporada.

Barcena assumiu a responsabilidade pela organização da reunião e lembrou ter criado um método de fiscalização para a entrada no auditório em que se realizaria a assembléia. “Minha primeira decisão foi implantar um controle de entrada com apresentação obrigatória do documento de identidade, com o objetivo de incrementar a transparência da assembléia”, disse. “Esta medida é histórica, já que até então nunca havia sido aplicada”.

Desde a realização da assembléia, o Real Madrid conseguiu uma recuperação dentro de campo sob o técnico Juande Ramos, que substituiu Bernd Schuster, e chegou à segunda posição no Campeonato Espanhol. No entanto, o time tem 12 pontos de desvantagem para o líder Barcelona.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo