Espanha

Real Madrid tenta parar inspirado Messi

 Um jogo para parar a Espanha e todo o mundo do futebol. É assim que Real Madrid e Barcelona entrarão em campo neste sábado, quando fazem o Superclássico no Santiago Bernabéu, que terá a presença de diversos jogadores badalados.

O maior astro da companhia é, sem dúvida o argentino Lionel Messi. Em uma temporada mágica, o camisa 10 blaugrana é o maior motivo para temos dos madridistas, que podem ver o feito de Ronaldinho se repetir – em 2005, o craque só não fez chover na capital espanhola e saiu do estádio do Real Madrid aplaudido de pé pelos torcedores rivais.

No lado madridista, a esperança de espetáculo ficará a cargo do ex-melhor do mundo Cristiano Ronaldo, contratação mais cara da história do futebol – € 94 milhões. O jogador, em sua coletiva de imprensa antes da partida, evitou comparações com o argentino e ainda esbanjou confiança. “Estou certo que vamos ganhar”, disse. “tentarei marcar, dar assistências e ajudar minha equipe a derrubar o Barcelona”. Sem cerimônia, o camisa 9 merengue disse qual é a sua intenção no superclássico desse sábado. “Não estou preocupado. Quero apenas dar o melhor e fazer a diferença”, afirmou. “Acreditamos muito nessa partida porque pode definir a Liga”.

Perguntado sobre quem é o melhor do mundo, Ronaldo não titubeou: “O maior sou eu, ao menos em altura”, disse, bem humorado, o português. “Messi está fazendo uma grande temporada, está fazendo boas exibições, e estará entre os melhores agora e sempre. Tamb´pem é mérito do treinador e da equipe. Messi não joga sozinho, tem grandes companheiros ao lado. Eu estou fazendo um bom trabalho, estou contente e espero seguir assim. Os anos que estiver aqui também serei um dos melhores”, disse.

Comparando os dois times, o português afirmou que a maior qualidade do Real Madrid é a ambição, enquanto a do Barcelona é o conjunto. “Sabemos que é uma equipe muito difícil e que joga muito bem, mas nós também temos grandes armas. Temos que sair muito concentrados e se assim fizermos teremos boas chances de ganhar”.

O jogador acredita que jogar em casa poderá ser preponderante. “Espero um ambiente fantástico e brilhante. Com o apoio do nosso torcedor, nos sentimos muito melhor, mas confiantes. Tenho certeza que a torcida estará muito animada e vai nos ajudar muito”, afirmou Ronaldo.

O técnico Manuel Pellegrini não poderá contar com Kaká, ainda se recuperando de lesão. O meio-campista foi uma das principais contratações da temporada, mas ainda não conseguiu ultrapassar as duras críticas que recebe pelas atuações irregulares. Além do brasileiro, o zagueiro Pepe, fora da temporada, e o holandês Royston Drenthe também não poderão jogar.

“No Bernabéu, temos que ser ousados”

O técnico do Barcelona, Pep Guardiola, afirmou que o seu time precisa ser protagonista, bnão coadjuvante no estádio do maior rival. Para ele, é preciso ser ousado no Santiago Bernabéu. “Quero que vamos lá para fazer as coisas, não para esperá-las”, disse. O técnico afirmou que em partidas desse tamanho, é a valentia que faz a diferença. “No Bernabéu, temos que ser muito ousados. Temos que voltar a demonstrar que somos capazes e que merecemos voltar a ser campeões da Liga. Devemos ser valentes, ir buscar a partida, porque essa é uma das razões que teremos para nos sentirmos orgulhosos”, disse Guardiola.

O treinador afirma que sabe a receita para o jogo. “Temos que jogar como se fosse uma final, porque do contrário, não se ganha no Bernabéu”, declarou o técnico dos catalães. Guardiola ainda afirmou que repetir os 6 a 2 da temporada passada “é impossível” e elogiou os rivais. “É uma equipe feita para competir em tudo. Tenho visto e tem me impressionado bastante”, disse o comandante blaugrana. Perguntado se o jogo era decisivo para o título, Guardiola manteve o discurso de todos os envolvidos. “É uma partida muito importante, mas não de todo decisiva, porque faltarão algumas partidas para jogar”.

O técnico não poderá contar com o atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, que rompeu o sóleo, músculo da panturrilha, e já não atuou contra o Arsenal, no meio da semana. O jogador fez apenas trabalho específico na academia para tratar a lesão. Outra ausência é o lateral esquerdo Eric Abidal, que se machucou novamente na partida contra o Arsenal e precisará de dez dias para se recuperar.

A boa notícia é que o treinador poderá contar com o zagueiro Gerard Piqué, que teve um estiramento leve no adutor da coxa direita no jogo contra o Athletic Bilbao, no último final de semana, mas conseguiu se recuperar a tempo para o clássico.

Veja todos os jogos da 31ª rodada do Campeonato Espanhol:

Mallorca x Valencia
Espanyol x Atlético de Madrid
Deportivo x Racing Santander
Athletic Bilbao x Almeria
Villarreal x Sporting Gijón
Real Madrid x Barcelona
Osasuna x Zaragoza
Málaga x Sevilla
Tenerife x Valladolid
Xerez x Getafe

Confira a classificação do Campeonato Espanhol

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo