EspanhaLa Liga

Messi para quê? Barça detona com show de Cesc e Alexis

O teste não era dos mais difíceis, é verdade, mas o Barcelona provou mais uma vez que sua capacidade coletiva consegue ser maior que a qualidade de Lionel Messi. Sem o camisa 10, lesionado, Cesc Fàbregas e Alexis Sánchez deram conta de garantir a goleada por 5 a 0 sobre o Mallorca no Camp Nou. Uma partida que, independente do placar, ficará marcada pelo retorno de Eric Abidal aos gramados após mais de um ano sem atuar, por conta de um transplante de fígado.

O resultado deixa os blaugranes um passo mais próximos da conquista de La Liga. O clube chega aos 78 pontos, 13 a mais que o Real Madrid e com mais oito rodadas pela frente. Já o Mallorca definha na zona de rebaixamento. O lanterna da competição acumulou a terceira derrota consecutiva e soma apenas 24 pontos.

Além de Lionel Messi, Tito Vilanova preferiu poupar vários titulares por conta do segundo confronto contra o Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões, marcado para a próxima semana. Andrés Iniesta e Gerard Piqué foram os únicos mantidos no time, que contava com Cesc Fàbregas na função de “falso 9”.

Embora mantivesse seu tradicional jogo de posse de bola, o Barcelona tinha dificuldades para se aproximar do gol do Mallorca. Depois de algumas tentativas que pararam em Dudu Aouate, os blaugranes abriram o placar aos 20 minutos. Fàbregas saiu de trás e, após tabela com Alexis Sánchez, não perdoou. E o segundo sairia na sequência, com o próprio chileno aproveitando rebote do goleiro.

A partida seguia fácil para o Barça, ainda que o Mallorca tentasse sair um pouco mais para o jogo. Contudo, aos 37, Fàbregas e Sánchez provaram mais uma vez formarem dupla afinada. O terceiro saiu em mais uma tabela com o chileno, concluída pelo espanhol. E a goleada ganhou forma depois de grande lançamento de Fàbregas, que encontrou o bom domínio de Sánchez e a conclusão para as redes.

Logo na volta do intervalo, Fàbregas tratou de matar a partida e completar sua tripleta. Andrés Iniesta enfiou a bola na medida para o camisa 4, que fintou o marcador e finalizou. A partir de então, o Barcelona deteve o seu ritmo, mesmo permanecendo mais próximo de marcar o sexto gol.

E quem roubou a cena até o fim foi Eric Abidal, de volta aos gramados pela primeira vez desde fevereiro de 2012. O defensor foi ovacionado pela torcida desde que saiu do banco de reservas para iniciar o aquecimento. Já aos 25 minutos, foi aplaudido de pé pelo Camp Nou inteiro quando entrou no lugar de Gerard Piqué. Uma festa levada a passos lentos até o fim, com o placar mantido e a admiração pelo exemplo de vida dado pelo francês.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo