Espanha

Puyol afirma que agressão de Mourinho na Supercopa não tem justificativa

Carles Puyol criticou as atitudes do técnico José Mourinho, em entrevista concedida ao jornal espanhol Mundo Deportivo. “Existem jogos nos quais o stress pode gerar grandes atritos, mas essas ações não têm justificativa”, disse. O capitão do Barcelona se referia ao último encontro entre os dois clubes, na segunda partida da Supercopa da Espanha, na qual o português agrediu o assistente técnico do Barcelona, Tito Vilanova.

Puyol não entrou em campo na partida, vencida pelos catalães por 3 a 2. No fim do jogo, após expulsão do lateral Marcelo, elenco e comissão técnica de ambas as equipes se aglomeraram à beira do campo. Mourinho aproveitou a confusão para enfiar o dedo no olho de Vilanova. Por conta do incidente, o treinador do Real Madrid acabou suspenso por duas partidas.

O capitão dos blaugranas também comentou as acusações de que Messi e outros companheiros do Barcelona estão simulando faltas em campo: “Se tem um jogador que não se joga, este é Leo. Ele é o melhor jogador de todos os tempos. É difícil lembrar ou imaginar alguém como ele. Eu sei que não estou sendo objetivo e que existiram jogadores de outras eras, mas nada é comparável. Ele é de outro planeta”.

Puyol também falou sobre as seguidas lesões que vem enfrentando neste início de temporada. Até o momento, ele entrou em campo apenas duas vezes pelo Campeonato Espanhol e outras duas pela Liga dos Campeões. “Estou me sentindo bem, vou pegando ritmo de jogo. O mais importante é que, depois de atuar, eu me sinta bem”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.