Espanha

O Barcelona que dá certo

Ao final da última temporada, o Barcelona estava totalmente desacreditado. Brigas internas, instabilidade política, desinteresse de alguns jogadores, enfim, muita coisa precisava ser mudada no Camp Nou. E foi. Saíram alguns dos principais jogadores e o treinador e mudaram a mentalidade da equipe e o estilo de jogo. Para 2008/09, um novo Barcelona seria visto. Para alegria da maior parte da Catalunha, o resultado de tudo isso deu certo.

Ronaldinho e Deco deixaram o meio-campo barcelonista , Zambrotta e Thuram foram embora da defesa e Edmílson parou de criar problemas no banco. Daniel Alves chegou para cuidar do setor direito, Xavi e Iniesta subiram de produção no meio, Messi está provando ser o craque que todos vêem nele e Samuel Eto’o voltou a ser o artilheiro de sempre. Isso sem falar em Bojan, que, aos poucos, vai se tornando ídolo em Barcelona.

O que surpreende é a velocidade com que o Barça soube superar seus problemas passados e montar um time novo e vencedor. Os últimos resultados têm deixado todos boquiabertos. A seqüência de goleadas contra o Basel, na semana passada pela Liga dos Campeões, e sobre o Almería, neste final de semana pelo Campeonato Espanhol, ambas por 5 a 0, mostraram um time ofensivo, que pressiona o adversário e consegue jogar bonito – sem falar no 6 a 1 no Atlético de Madrid há duas semanas.

Pep Guardiola tem grande responsabilidade nessa história. O novo técnico blaugrana, muito contestado em seu início de trabalho (devido, também, à sua inexperiência no cargo), conseguiu unir os atletas e dar seu padrão de jogo desejado. O Barça tem atuado praticamente em um 4-3-3. Na defesa, os dois laterais apóiam bastante, até mesmo pelas características ofensivas de Daniel Alves e Abidal.

O meio ganhou muita consistência com o posicionamento de Touré Yaya à frente dos zagueiro e Xavi e Iniesta responsáveis pelo início da armação das jogadas. Na frente, Eto’o é o dono do ataque. O camaronês recuperou a boa forma e tem marcado muitos gols. Vindo um pouco mais de trás, Messi é titular incontestável e grande maestro da equipe. O argentino ganhou liberdade para criar e tem correspondido às expectativas. Enquanto Boja tem sido lançado aos poucos, ora no lugar de Henry, ora no lugar de Hleb, que se alternam entre os titulares.

Esse é outro fator de extrema importância na boa fase do Barcelona: o banco de reservas. Guardiola tem boas opções para promover um rodízio entre os jogadores e assim não cansá-los tanto com a disputa simultânea da LC, Liga e Copa do Rei. Piqué, Cáceres, Sylvinho, Busquets, Victor Sánchez, Keita, Pedro e Gudjohnsen têm ajudado muito o time.

Na vice-liderança do Campeonato Espanhol, empatado com o Real Madrid em 19 pontos, um atrás do Valencia, o Barcelona, obviamente, lutará pelo título até o final, provavelmente com esses dois rivais até o final. Até aí, isso já era o esperado, independente de tudo. Agora, na Liga dos Campeões, o Barça pode surpreender. A classificação no Grupo C já está praticamente garantida, restará ver o rendimento do time contra os outros grandes da Europa.

Críticas madrilenas

O Real Madrid, mesmo no topo da classificação e ganhando seus jogos, acusa os árbitros de o prejudicarem. Primeiro foi Nistelrooy na semana passada, agora Pedja Mijatovic, diretor de futebol, que manda a frase: “não querem que ganhemos a Liga”.

Contra o Athletic Bilbao, neste domingo, a reclamação é sobre um pênalti marcado para o time basco, teoricamente inexistente. Além disso, gols anulados, faltas invertidas, perseguições a alguns jogadores… as reclamações madrilenas começaram na primeira rodada e não pararam até agora.

Para colocar um pouco de lenha na fogueira, o técnico do maior rival resolveu dar seu pitaco no assunto. “Sinceramente acredito que Barcelona e Real Madrid não podem reclamar da arbitragem. Nós, esportistas, temos a obrigação de nos comportarmos. Eles, os árbitros, fazem o melhor que podem”, afirmou Guardiola.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo