EspanhaEuropaLa LigaLiga Europa

O Athletic foi valente, mas o monstro Sevilla segue faminto por mais uma Liga Europa

Não importa os craques que se foram ou mesmo o momento: o Sevilla sempre merece ser apontado entre os favoritos da Liga Europa. A mística dos andaluzes no torneio é inegável. E o Athletic Bilbao sentiu isso na pele nesta quinta, com a definição da vaga nas semifinais. Os bascos tiveram uma atuação aguerrida no Estádio Ramón Sánchez-Pizjuán para buscar a vitória por 2 a 1, suficiente para levar o duelo à prorrogação. No entanto, acabaram caindo nos pênaltis por 5 a 4. Mais um passo fundamental para o time de Unai Emery, que busca o terceiro título consecutivo e o quinto do clube nas últimas 11 edições. A esta altura, não dá mais para duvidar dos rojiblancos.

O Sevilla conquistara uma excelente vitória em San Mamés na última semana, por 2 a 1. Resultado que deixou o reencontro na Andaluzia bastante aberto. No segundo tempo, o Athletic saiu em vantagem após ótima jogada individual de Aduriz. Os andaluzes responderam dois minutos depois, com o empate de Gameiro. Mas, aos 35, os leones encontraram o tento salvador. Beñat cruzou na cabeça de Raúl García, que encobriu o goleiro David Soria. No tempo extra, as duas equipes tiveram chances de marcar. E, no melhor lance, Iturraspe salvou em cima da linha a bicicleta de Coke, instantes depois de uma bola na trave do goleiro Herrerín.

Nos pênaltis, todavia, heróis e vilões inverteram os papéis. Soria, que falhou em ambos os gols do Athletic, se tornou o responsável pela classificação do Sevilla. Tudo porque Beñat, o melhor em campo, desperdiçou de maneira ridícula a sua cobrança, a sétima da série. Justo ele, antigo ídolo do rival Betis. O meio-campista, que já tinha dado duas assistências, resolveu bater de cavadinha. Permitiu que o goleiro encaixasse a bola. A partir de então, de nada adiantou a perfeição dos outros cobradores bascos. Gameiro fechou a conta em 5 a 4 e decretou a eliminação dos leones.

Nas últimas semanas, o Sevilla tem caído de desempenho. Os andaluzes perderam quatro dos últimos cinco jogos, incluindo dois em casa, onde não era derrotado desde novembro. Considerando o momento, entre as equipes que restam na Liga Europa, o Villarreal desponta como favorito. Enquanto que, por força do elenco, o Liverpool se sugere um passo à frente. Contudo, nenhum outro semifinalista sabe encarar a importância da Liga Europa como os rojiblancos. Além disso, Unai Emery conta com peças boas o suficiente para retomar a consistência de seu time.

O título na Liga Europa vale também ao Sevilla a presença na Champions de 2016/17, já que os andaluzes aparecem apenas na sétima colocação de La Liga e só alcançariam o Top 4 com uma arrancada impensável. Além disso, a conquista ratificaria uma hegemonia nos torneios continentais que não se vê desde o tricampeonato do Bayern nos anos 1970. Motivações mais do que suficientes para quem se viciou no gosto de erguer a segunda taça mais importante da Europa na última década.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo