Espanha

Messi: “Votaria em Guardiola no prêmio de técnico do ano”

Se partissipasse da eleição do prêmio da Fifa de melhor técnico do mundo, Lionel Messi disse que escolheria o treinador do Barcelona, Pep Guardiola.

“Votaria no Pep Guardiola, não apenas pelo que ganhamos, mas pela sua proposta e filosofia de jogo, pelo que a chegada dele ao comando do Barça representou”, afirmou o argentino em entrevista ao site da Fifa.

O atacante ainda elogiou José Mourinho, que na última temporada, venceu a Liga dos Campeões, a Seria A e a Copa da Itália pela Internazionale. “Também não me esqueço do José Mourinho, que, além da tríplice coroa com a Inter, mudou um pouco a cara do Real Madrid.”

Messi acredita, no entanto, que a Copa do Mundo da África do Sul terá um peso na escolha de melhor técnico e jogador de 2010. “Daí aparecem Vicente del Bosque ou Joachim Löw, não sei… Há grandes indicados.”

Sobre o prêmio de melhor jogador, o atacante argentino afirmou que está torcendo para que um de seus colega do Barcelona conquiste o Bola de Ouro. “Se eu não ganhar, desejo de coração que vença um companheiro do Barça. O Xavi e o Iniesta aparecem em todas as previsões e são dois caras maravilhosos, grandes jogadores que merecem o prêmio mais do que ninguém.”

Na entrevista, Lionel Messi comentou também sobre a campanha da Argentina na última Copa. “Já cumpri todos os objetivos que tinha, à exceção da Copa do Mundo. Fiquei muito chateado com a forma como fomos eliminados contra a Alemanha. O golpe foi duro porque esperávamos mais. As coisas se complicaram para nós no pior momento. Achava que poderíamos chegar longe. Foi uma pena”, disse o argentino que já ganhou o Mundial Interclubes, a Liga dos Campeões e o Campeonato Espanhol com a camisa do Barça.

O jogador falou ainda sobre o significado de enfrentar o Brasil na próxima quarta-feira. “Para mim é especial jogar essa partida. Já nos enfrentamos no Torneio Olímpico de Pequim e ganhamos por 3 a 0. Será especial pelo rival e por estar frente a frente com uma pessoa de quem gosto muito: o Ronaldinho, um autêntico irmão que, junto com o Deco, me ajudou muito no meu início no Barça. Tenho um apreço muito grande por eles. Desejo sempre o melhor a eles”, disse Messi. “Sabem de uma coisa? Nunca ganhei do Brasil com a seleção principal. Perdi a final da Copa América na Venezuela… Acho que já é hora da primeira vez.”
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo