EspanhaLa Liga

Já é hábito no Real perder dinheiro com os canteranos

O Real Madrid não esperou muito para anunciar o primeiro reforço para a próxima temporada. E a novidade, na verdade, já é um velho conhecido dentro do clube. Dani Carvajal precisou ser vendido ao Bayer Leverkusen e ser apontado o melhor lateral direito da Bundesliga para voltar ao Santiago Bernabéu com moral. Um negócio que significou perda de € 1,5 milhões aos merengues, em um prejuízo já corriqueiro no clube durante os últimos anos.

Embora não aproveite muito, o Real conta com uma das categorias de base mais prolíficas da Espanha. Entre os nomes revelados pela cantera blanca nos últimos tempos estão Juan Mata, Roberto Soldado, Álvaro Negredo e Borja Valero. Destaques em suas equipes atuais que não tiveram o devido reconhecimento em Madri. Todavia, também são diversos os casos nos quais os madridistas se arrependeram das vendas e acabaram aproveitando cláusulas nos contratos ou outros tipos de negociação para regastar os antigos prodígios.

Desta lista, o elenco atual conta com Diego López, Álvaro Arbeloa, José María Callejón, além do próprio Dani Carvajal. Já entre os ex-jogadores do Real Madrid que foram embora e acabaram recomprados, aparecem Javi García, Esteban Granero e Rubén de la Red. Entre vendas e retornos, os blancos perderam um total de € 8,7 milhões – um montante que só não é maior porque, Diego López proporcionou um saldo de € 3,5 milhões, o único positivo.

Sem pensar no histórico, Dani Carvajal é um ótimo reforço para o Real Madrid. O lateral de 21 anos foi titular em 31 das 34 rodadas da Bundesliga e serviu oito assistências, menos apenas que Phillip Lahm e Lukasz Piszczek entre os jogadores de sua posição. Mais do que isso, demonstrou ótimos números no trabalho defensivo, com 3,4 desarmes por jogo e 3,7 interceptações, entre os 20 melhores do torneio em ambos os critérios.

O único questionamento sobre a vinda de Carvajal é mesmo sobre o trabalho de formação dos talentos da cantera merengue. O defensor atuou por 68 partidas no Real Madrid Castilla, vestiu a braçadeira de capitão e não foi aproveitado em um setor deficiente do time principal, que precisou improvisar Michael Essien e retomar a antiga posição de Sergio Ramos durante a ausência de Álvaro Arbeloa. Agora, Carvajal volta sob a esperança de que possa, enfim, mostrar que a formação realizada pelos blancos foi um sucesso.

Os jogadores da cantera que foram e voltaram ao Real Madrid

Dani Carvajal – Vendido por € 5 milhões ao Leverkusen, comprado por € 6,5 milhões do Leverkusen
Diego López – Vendido por € 7 milhões ao Villarreal, comprado por € 3,5 milhões do Sevilla
José Callejón – Vendido por € 1,2 milhões ao Espanyol, comprado por € 5 milhões do Espanyol
Álvaro Arbeloa – Vendido por € 1,3 milhões ao Deportivo, comprado por € 4 milhões do Liverpool
Esteban Granero – Vendido por € 3 milhões ao Getafe, comprado por € 4 milhões do Getafe
Ruben de la Red – Vendido por € 3 milhões ao Getafe, comprado por € 4,7 milhões do Getafe
Javi García – Vendido por € 2,5 milhões ao Osasuna, comprado por € 4 milhões do Osasuna

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo