Espanha

Iniesta confia em Xavi para substituir Koeman e diz que queria se aposentar no Barcelona

Para Iniesta, Xavi tem condições de ser o técnico do Barcelona e ainda confessou que imaginava se aposentar jogando pelo clube da Catalunha

Um dos grandes ídolos da história do Barcelona, Andrés Iniesta confessou em entrevista ao Goal.com que imaginava que iria se aposentar atuando pelo clube. Atualmente com 37 anos, o meia joga pelo Vissel Kobe, do Japão, desde 2018. Deixou claro que a opção de sair não era dele. Além disso, falando sobre o time atual, acredita que o seu ex-companheiro de meio-campo, Xavi, está preparado para substituir Ronald Koeman como técnico do Barça.

Futuro no futebol

“Tem dias que você pensa em querer treinar, outros que não … sei lá. Sendo ativo, é difícil para mim visualizar algo. Sim, é verdade que tenho que pensar sobre isso e ver as possibilidades que existem. O que eu gostaria, e acho que farei, é de ser treinador. Fazer planos à longo prazo é complicado porque você não sabe que capacidade terá para fazer uma coisa ou outra, o lugar onde poderá estar, as pessoas que estarão naquele lugar para contar com você ou não … Eu gostaria de estar ligado ao futebol porque é a minha vida, tem sido e espero que continue a ser de outra forma”.

Volta ao Barcelona

“O que posso dizer é que adoraria voltar ao Barça, isso é claro. Mas não porque já joguei lá, pelo nome, mas porque pode ser útil e ter a capacidade de ajudar o Barça noutra área. É o que eu realmente gostaria”.

Pressão sobre Koeman

Ronald Koeman vive um momento de muita pressão no Barcelona. O time não tem conseguido jogar bem e, nesta segunda-feira, teve uma atuação sofrível para arrancar um empate com o Granada. Os questionamentos em torno do técnico aumentaram e se especula até uma demissão antes do fim da temporada. Iniesta foi perguntado sobre a situação do técnico holandês no clube.

“O treinador do Barça sabe que está sempre predisposto a todas as situações. No momento em que o treinador entrou, está claro, não foi fácil, não é de agora. Tudo precisa de seu período. Espero que ele tenha sorte e a equipe encontre essa linha e bons sentimentos, o que ele certamente fará”, afirmou o ex-jogador do Barcelona.

Xavi pode ser o substituto de Koeman?

O meio-campista foi perguntado então sobre um potencial substituto de Koeman: seu ex-companheiro, Xavi, atual técnico do Al-Sadd, do Catar. O jogador é constantemente especulado para assumir o posto de técnico do Barcelona e chegou até a ser procurado pelos catalães em janeiro de 2020, mas não houve acordo. Será que Xavi está preparado para assumir o Barça?

“Eu acho que sim. Se você perguntar se eu imagino Xavi no banco do Barça, sem ser mal interpretado, como você diz que tem que ser agora, todos concordarão que sim. Principalmente porque ele está se preparando e é capacitado. Tem confiança para enfrentar esse desafio”.

“Queria me aposentar no Barcelona”

Um dos tópicos abordados na entrevista foi a sua saída do Barcelona, em 2018. O jogador chegou às categorias do Barcelona em 1996, vindo do Albacete. Foram 22 anos nos blaugranas, uma vida inteira. Iniesta, então, foi perguntado se um dia se via fora do Barcelona nesse tempo todo que fez história.

“Não… Talvez nos primeiros anos, quando comecei, não jogava muito e se falava em se haveria transferência ou não, mas acho que era algo mais externo. Era claro para mim que queria ter sucesso no Barça, com tudo o que me custou para chegar ao profissional”, disse o jogador.

“Persisti, fui paciente esperando as oportunidades e aí tudo correu muito bem. Nunca pensei em mudar, queria me aposentar no Barcelona, ​​sempre foi meu objetivo, mas não sabia que chegaria o dia em que sentiria que queria continuar a jogar e também que não poderia fazer isso no Barça, por isso mudei. Queria que aquela força, aquele desejo e tudo tivesse durado para eu continuar aí”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo