Espanha

Guia da temporada 2009/10 (II)

No próximo final de semana começa a Liga espanhola, temporada 2009/10. E as expectativas são enormes desta vez.

Nesta segunda parte do Guia da competição, a Trivela apresenta o time mais aguardado da temporada: o Real Madrid. Com Kaká e Cristiano Ronaldo, muitos apostam que os madridistas conseguirão fazer frente ao poderoso Barcelona, detentor da Tríplice Coroa. Outros times, no entanto, pretendem atrapalhar a disputa dos dois gigantes, como Sevilla e Villarreal.

Racing de Santander

Colocação em 2008/09: 12º
Técnico: Juan Carlos Mandiá
Principal jogador: Luis García
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: [Iván Bolado (a, Espanha) – Elche], [Danny Szetela (m, Estados Unidos) – Brescia], [Ebi Smolarek (a, Polônia) – Bolton Wanderers], [Brian Sarmiento (a, Argentina) – Xerez], [Damián Ísmodes (m, Peru) – Eibar], [Vitolo (m, Espanha) – Aris], Manuel Arana (m, Espanha) – Castellón, José Ángel Crespo (d, Espanha) – Sevilla, Nasief Morris (d, África do Sul) – Panathinaikos, Marc Torrejón (d, Espanha) – Espanyol, Papa Kouli Diop (m, Senegal) – Gimnástic, Alexandre Geijo (a, Suíça) – Levante, Laszlo Sepsi (d, Romênia) – Benfica e Luis García (a, Espanha) – Atlético de Madrid
Quem saiu: [Ezequiel Garay (d, Argentina) – Real Madrid], [Jonathan Pereira (a, Espanha) – Villarreal], [Laszlo Sepsi (d, Romênia) – Benfica], [Juan Valera (m, Espanha) – Atlético de Madrid], [Nikola Zigic (a, Sérvia) – Valencia], Luís Fernández (d, Espanha) – fim de contrato, Jorge Gonçalves (a, Portugal) – Vitória de Guimarães, Iván Marcano (d, Espanha) – Villarreal, Angel Díez (g, Espanha) – Recreativo, Danny Szetela (m, Estados Unidos) – DC United, Cristian Portilla (m, Espanha) – Sporting Gijón, Jonatan Valle (m, Espanha) – Castellón, Vitolo (m, Espanha) – PAOK, Damián Ísmodes (m, Peru) – Sporting Cristal e Ebi Smolarek (a, Polônia) – rescisão de contrato
Objetivo na temporada: meio da tabela

O Racing sofreu grandes mudanças no elenco. Boa parte dos jogadores que terminaram a temporada 2009/10 foi mudada, incluindo aí a perda de atletas importantes, casos do atacante Jonathan Pereira, que foi para o Villarreal, e o zagueiro argentino Ezequiel Garay, que acertou a permanência no Real Madrid, sem falar no grandalhão Zigic, que mais uma vez foi para o Valencia.

Agora com Juan Carlos Mandiá no comando, a expectativa da diretoria é que o clube consiga, mais uma vez, uma posição intermediária na tabela. O grande nome do time é o meia-atacante Luis García, que chegou do Atlético de Madrid após poucas oportunidades na capital espanhola.

Real Madrid

Colocação em 2008/09: vice-campeão
Técnico: Manuel Pellegrini
Principal jogador: Cristiano Ronaldo
Competição continental que disputa: Liga dos Campeões
Quem chegou: [Ezequiel Garay (d, Argentina) – Racing Santander], Kaká (m, Brasil) – Milan, Cristiano Ronaldo (m, Portugal) – Manchester United, Raúl Albiol (d, Espanha) – Valencia, Karim Benzema (a, França) – Lyon, Álvaro Negredo (a, Espanha) – Almería, Esteban Granero (m, Espanha) – Getafe, Alvaro Arbeloa (d, Espanha) – Liverpool e Xabi Alonso (m, Espanha) – Liverpool
Quem saiu: [Julien Faubert (m, França) – West Ham], Fabio Cannavaro (d, Itália) – Juventus, Javier Saviola (a, Argentina) – Benfica, Jordi Codina (g, Espanha) – Getafe, Alberto Bueno (a, Espanha) – Valladolid, Christopher Schorch (d, Alemanha) – Colônia, Javi García (m, Espanha) – Benfica, Dani Parejo (a, Espanha) – Getafe, Gabriel Heinze (d, Argentina) – Marseille, Míchel Salgado (d, Espanha) – Blackburn, Klaas-Jan Huntelaar (a, Holanda) – Milan e Álvaro Negredo (a, Espanha) – Sevilla
Objetivo na temporada: título

Com o retorno de Florentino Pérez à presidência, uma segunda era dos Galácticos começou no Real Madrid. Kaká, Cristiano Ronaldo, Karim Benzema e Xabi Alonso. Os quatro jogadores foram as principais contratações madridistas, que ainda incluem outros espanhóis, casos de Alvaro Arbeloa, Raúl Albiol e Esteban Granero. Em compensação, muitos deixaram o Santiago Bernabéu, como Fabio Cannavaro, o encostado Javier Saviola e Huntelaar (outros holandeses ainda podem ir embora).

Para comandar o vestiário merengue (ao lado de Raul, claro), a diretoria buscou o ofensivo Manuel Pallegrini, após excelentes temporadas no Villarreal. Ele será o incumbido de conseguir colocar todas as estrelas em campo, tentar domar seus egos e, naturalmente, desbancar o Barcelona do topo do futebol espanhol. Dura missão.

Sevilla

Colocação em 2008/09:
Técnico: Manolo Jiménez
Principal jogador: Luis Fabiano
Competição continental que disputa: Liga dos Campeões
Quem chegou: [Tom De Mul (m, Bélgica) – Racing Genk], [Lolo (d, Espanha) – Málaga], [Juan Pablo (a, Espanha) – Cartagena], [Alejandro Alfaro (a, Espanha) – Tenerife], [Morgan de Sanctis (g, Itália) – Galatasaray], [Duda (m, Portugal) – Málaga], Ikechi Anya (a, Escócia) – Northampton, Didier Zokora (m, Costa do Marfim) – Tottenham, Jesús Gámez (d, Espanha) – Málaga, Sergio Sanchez (d, Espanha) – Espanyol e Álvaro Negredo (a, Espanha) – Real Madrid
Quem saiu: [Cabral (d, Suíça) – Basel], Javi Navarro (d, Espanha) – encerrou carreira, Aquivaldo Mosquera (d, Colômbia) – América-MEX, José Ángel Crespo (d, Espanha) – Racing Santander, Enzo Maresca (m, Itália) – Olympiacos, Cristian Pouga (a, Camarões) – Leixões, Morgan de Sanctis (g, Itália) – Napoli, Emiliano Armenteros (m, Argentina) – Xerez e David Prieto (d, Espanha) – Xerez
Objetivo na temporada: competições européias

O Sevilla é o time com maiores condições de incomodar Barcelona e Real Madrid, mas dificilmente lutará pelo título – já uma vaga na Liga dos Campeões é, mais uma vez, um objetivo concreto. A diretoria, como já é de praxe, trouxe reforços interessantíssimos (Zokora e Negredo, por exemplo), e ainda conseguiu segurar Luis Fabiano, muito assediado pelo empobrecido Milan. Se desfez de muitos jogadores, mas nenhum que não tenho sido bem reposto ou cuja ausência será sentida.

A equipe é muito boa e, se nada de excepcional ocorrer, vai conseguir manter no mínimo o status de terceira força do país. Espera-se muito também que o jovem Diego Capel, de 21 anos, deslanche de vez neste ano, com mais experiência e uma base sólida o ajudando em campo.

Sporting de Gijón

Colocação em 2008/09: 14º
Técnico: Manuel Preciado
Principal jogador: Mate Bilic
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: Alberto Rivera (m, Espanha) – Betis, Grégory Arnolin (d, França) – Vitória de Guimarães, Miguel de las Cuevas (m, Espanha) – Atlético de Madrid, Alberto Botía (d, Espanha) – Barcelona, Cristian Portilla (m, Espanha) – Racing Santander e Juan Pablo (g, Espanha) – Numancia
Quem saiu: [Iñaki Lafuente (g, Espanha) – Athletic Bilbao], Neru (d, Espanha) – Alavés, Jürgen Colin (d, Holanda) – fim de contrato e Omar (d, Espanha) – Málaga
Objetivo na temporada: fugir do rebaixamento

Após subir na penúltima temporada, o Sporting de Gijón conseguiu se manter na elite espanhola. Tudo sob o comando do eficiente treinador Manuel Preciado. O elenco não causa inveja à nenhuma equipe da Liga espanhola, pelo contrário, já que na teoria é um dos mais fracos. Tanto é que se salvou do descenso apenas na rodada final.

No ataque o sérvio Mate Bilic segue como principal referência e esperança de gols dos torcedores. Ele terá a companhia do meia Diego Castro, eleito melhor jogador do time pela torcida na última temporada, para dividir a responsabilidade. Entre os reforços, o maior destaque é o defensor francês Grégory, que veio do Vitória de Guimarães.

Tenerife

Colocação em 2008/09: 3º (segunda divisão)
Técnico: José Luis Oltra
Principal jogador: Nino
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: Carlos Bellvís Llorens (d, Espanha) – Valencia, Aitor Núñez (d, Espanha) – Atlético de Madrid, Ezequiel Luna (d, Argentina) – Tiro Federal e Román Martínez (m, Argentina) – Espanyol
Quem saiu: [Pau Cendrós (d, Espanha) – Mallorca], [Alejandro Alfaro (a, Espanha) – Sevilla], Suso (a, Espanha) – Hearts e Óscar Pérez (d, Espanha) – Udinese
Objetivo na temporada: fugir do rebaixamento

Sete anos após sua última participação na primeira divisão, o Tenerife está de volta à elite espanhola. A equipe das Ilhas Canárias foi terceira colocada na segundona na temporada passada e manteve a maior base do time. O técnico José Luis Oltra, no cargo desde 2007, será o responsável por evitar um novo rebaixamento do tradicional clube.

No ataque encontra-se a maior esperança da torcida: Nino, de 29 anos, que marcou 29 gols na segunda divisão na temporada 2008/09 e foi o maior artilheiro do torneio. Poucos atletas saíram e chegaram do Tenerife. Destaque para a dupla de argentinos contratada: o zagueiro Ezequiel Luna,de 22 anos, que veio do Tiro Federal, e o meia Roman Martínez, ex-Espanyol. No gol, um nome famoso: o experiente arqueiro Sergio Aragoneses.

Valencia

Colocação em 2008/09:
Técnico: Unai Emery
Principal jogador: David Villa
Competição continental que disputa: Liga Europa
Quem chegou: [Sunny (m, Espanha) – Osasuna], [Nikola Zigic (a, Sérvia) – Racing Santander], [Miguel Pallardó (m, Espanha) – Levante], [David Navarro (d, Espanha) – Mallorca], [Ángel Montoro (m, Espanha) – Murcia], [Ever Banega (m, Argentina) – Atlético de Madrid], [Ignacio González (a, Uruguai) – Newcastle], Jérémy Mathieu (d, França) – Toulouse, Ángel Dealbert (d, Espanha) – Castellón, Bruno Saltor (d, Espanha) – Almería e Miguel Ángel Moyà (g, Espanha) – Mallorca
Quem saiu: [Ludovic Butelle (g, França) – Lille], Raúl Albiol (d, Espanha) – Real Madrid, David Rodríguez Lombán (d, Espanha) – Salamanca, Edu (m, Brasil) – Corinthians, Carlos Bellvís Llorens (d, Espanha) – Tenerife, Jaume Costa (d, Espanha) – Cádiz, Emiliano Moretti (d, Itália) – Genoa, Vicente Guaita (g, Espanha) – Recreativo, Sunny (m, Espanha) – Betis, Ximo Navarro (d, Espanha) – Elche, Renan (g, Brasil) – Xerez, Curro Torres (d, Espanha) – Gimnástic, Fernando Morientes (a, Espanha) – Marseille, Hugo Viana (m, Portugal) – Braga, Ángel Montoro (m, Espanha) – Real Unión e Thiago Carleto (d, Brasil) – Elche
Objetivo na temporada: competições europeias

No mercado de verão, o Valencia foi um dos clubes que mais sofreu com assédio a seus principais jogadores. David Villa esteve com um pé no Real Madrid, Barcelona e Chelsea. Ficou no Mestalla. O jovem David Silva também tinha sua saída certa para um dos dois gigantes espanhóis. Também permaneceu em Valência. Assim, os Ches começam a temporada 2009/10 esperançosos.

O técnico Unai Emery tem um bom elenco em mãos e desta vez terá mais tempo para preparar o time. Terá, no entanto, que manter seus principais jogadores – Villa e Silva – motivados para a disputa da temporada. A defesa, mesmo com a saída de Raúl Albiol e o empréstimo do goleiro Renan, continua forte e eficiente.

Valladolid

Colocação em 2008/09: 16º
Técnico: José Luis Mendilibar
Principal jogador: Fabián Cannobio
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: [Álvaro Antón (a, Espanha) – Numancia], [Asier Arranz (m, Espanha) – Xerez], [Jacobo (g, Espanha) – Getafe], Antonio Barragán (d, Espanha) – Deportivo, Nauzet Alemán (m, Espanha) – Las Palmas, Héctor Font (m, Espanha) – Osasuna, Nivaldo (d, Brasil) – Umm-Salal, Diego Costa (a, Brasil) – Atlético de Madrid, Fabricio (g, Espanha) – Deportivo, Alberto Bueno (a, Espanha) – Real Madrid, Manucho (a, Angola) – Manchester United, Yuri Berchiche (d, Espanha) – Tottenham, Pelé (m, Portugal) – Porto, César Arzo (d, Espanha) – Villarreal, Marquitos (m, Espanha) – Villarreal e Antonio Amaro (a, Espanha) – Salamanca
Quem saiu: [Pedro Oldoni (a, Brasil) – Atlético Paranaense], [Damián Escudero (m, Argentina) – Villarreal], [Henok Goitom (a, Suécia) – Murcia], [Marcos Aguirre (m, Argentina) – Lanús], [Nano (d, Espanha) – Betis], Alberto López (g, Espanha) – fim de contrato, Iñaki Bea (d, Espanha) – Murcia, Ángel Vivar Dorado (m, Espanha) – Albacete, Victor (a, Espanha) – Cartagena, Sergio Asenjo (g, Espanha) – Atlético de Madrid, Jesús Rueda (m, Espanha) – Cordoba e Kike (a, Espanha) – Salamanca
Objetivo na temporada: fugir do rebaixamento

Com muita dificuldade, o Real Valladolid conseguiu assegurar sua permanência na primeira divisão na última temporada. Agora, provavelmente, não será muito diferente. Apesar de a diretoria ter trazido muitos jogadores e negociado tantos outros, o time permanece fraco, e o técnico José Luis Mendilibar sofrerá. Para piorar, o jovem e talentoso goleiro Sergio Asenjo foi para o Atlético de Madrid.

A equipe aposta suas fichas na chegada de dois jovens talentosos, que ainda não conseguiram brilhar no cenário internacional por clubes, apenas por suas seleções de base. Trata-se do meia português Pelé e do atacante angolano Manucho.

Villarreal

Colocação em 2008/09:
Técnico: Ernesto Valverde
Principal jogador: Santiago Cazorla
Competição continental que disputa: Liga Europa
Quem chegou: [Jozy Altidore (a, Estados Unidos) – Xerez], [Robert Flores (m, Uruguai) – River Plate], [Damián Escudero (m, Argentina) – Valladolid], [César Arzo (d, Espanha) – Recreativo], [Felipe Manuel Gonçalves (m, Brasil) – Huesca], [Marquitos (m, Espanha) – Real Sociedad], [Jonathan Pereira (a, Espanha) – Racing Santander], Jefferson Montero (m, Equador) – Independiente-EQU, Xavi Oliva (g, Espanha) – Castellón, Iván Marcano (d, Espanha) – Racing Santander, Nilmar (a, Brasil) – Internacional, Hernán Pérez (m, Paraguai) – Libertad e David Fuster (m, Espanha) – Elche
Quem saiu: Sebastián Viera (g, Uruguai) – fim de contrato, Guillermo Franco (a, México) – fim de contrato, Pascal Cygan (d, França) – Cartagena, Nihat Kahveci (a, Turquia) – Besiktas, Matías Fernandez (m, Chile) – Sporting, Marquitos (m, Espanha) – Valladolid, César Arzo (d, Espanha) – Valladolid, Jordi Pablo (m, Espanha) – Málaga e Jozy Altidore (a, Estados Unidos) – Hull
Objetivo na temporada: competições europeias

Esta será a primeira temporada do Villarreal sob o comando de um técnico que não seja Manuel Pellegrini desde 2003. Com a saída do chileno para o Real Madrid, a diretoria apostou em Ernesto Valverde, que estava no Olympiakos e anteriormente fizera um bom trabalho no Espanyol.

O elenco também passou por profundas mudanças. Deixaram o clube atletas como o atacante Nihat, o meia Matías Fernandez e o zagueiro francês Pascal Cygan. A aposta em sul-americanos, porém, foi mantida: chegaram Nilmar, ex-Internacional, o meia equatoriano Jefferson Montero e o meia paraguaio Hernán Perez, ex-Libertad. De qualquer modo, sempre espera-se boas campanhas do Villarreal.

Xerez

Colocação em 2008/09: campeão (segunda divisão)
Técnico: José Ángel Ziganda
Principal jogador: Jesús Mendoza
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: [Lionnel Franck (a, Camarões) – San Fernando], Renan (g, Brasil) – Valencia, Leandro Gioda (d, Argentina) – Independiente, Emiliano Armenteros (m, Argentina) – Sevilla, Víctor Sánchez (d, Espanha) – Barcelona, David Prieto (d, Espanha) – Sevilla e Aythami (d, Espanha) – Deportivo
Quem saiu: [Jozy Altidore (a, Estados Unidos) – Villarreal], [Aythami (d, Espanha) – Deportivo], [Álex Bergantiños (m, Espanha) – Deportivo], [Calle (m, Espanha) – Gimnástic], [Brian Sarmiento (a, Argentina) – Racing Santander], [Asier Arranz (m, Espanha) – Valladolid], Stéphane Porato (g, França) – fim de contrato, Jorge Luque (m, Espanha) – Cordoba, Pedro Ríos (m, Espanha) – Getafe e Juan Antonio Portela (d, Espanha) – Ceuta
Objetivo na temporada: fugir do rebaixamento

Pela primeira vez em sua história o Xerez, de Jerez de La Frontera, disputará a primeira divisão do futebol espanhol. O acesso veio com sobras na última temporada, quando conquistou o título da segunda divisão sob o comando do técnico Esteban Vigo, que não acertou sua permanência no cargo e foi substituído por José Ángel Ziganda, ex-Osasuna.

Entre os reforços trazidos pela diretoria, destaque para a chegada por empréstimo do goleiro Renan, titular do Valencia na última temporada até sofrer uma séria lesão na coxa. Além dele, o zagueiro argentino Leandro Gioda, de 24 anos, que veio do Independiente, também chega para reforçar o setor defensivo.

Zaragoza

Colocação em 2008/09: vice-campeão (segunda divisão)
Técnico: Marcelino García Toral
Principal jogador: Ewerthon
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: [Pablo (d, Brasil) – Málaga], [Antonio Hidalgo (m, Espanha) – Osasuna], Jermaine Pennant (m, Inglaterra) – Liverpool, Ikechukwu Uche (a, Nigéria) – Getafe, Abel Aguilar (m, Colômbia) – Udinese, Juan Pablo Carrizo (g, Argentina) – Lazio, Pablo Amo (d, Espanha) – Deportivo e Marko Babic (m, Croácia) – Hertha Berlim
Quem saiu: [Juan Pablo Caffa (a, Argentina) – Betis], Toni Doblas (g, Espanha) – fim de contrato, Chus Herrero (d, Espanha) – Cartagena, Antonio Longás (m, Espanha) – Cartagena, Stéphane Pignol (d, França) – Las Palmas, Alberto Zapater (m, Espanha) – Genoa e David Generelo (m, Espanha) – Elche
Objetivo na temporada: meio da tabela

No papel, o Zaragoza tem um time muito forte. Porém, era assim também na temporada 2007/08, quando o time foi rebaixado. Neste retorno à primeira divisão, a diretoria espera não cometer os mesmo erros e se consolidar, ao menos, do meio da tabela para cima.

O técnico Marcelino García segue no cargo e ganhou muitos reforços: Pennant, ex-Liverpool, Carrizo, ex-Lazio, e Babic, ex-Hertha Berlim – nomes que, mais uma vez, teoricamente, deixam a equipe muito bem cotada na competição. Sem falar nos atacantes Ewerthon e Arizmendi, que permaneceram para esta temporada. A expectativa em Zaragoza, novamente, é alta.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo