Espanha

Getafe, Albacete e Barça B foram os grandes vencedores em rodada de 12 acessos na Espanha

A disputa do acesso nas divisões inferiores do Campeonato Espanhol costuma avançar semanas adentro em junho, se alongando bem mais do que na maioria dos países da Europa. Assim, este final de semana foi de definição. Sobretudo, de festa: 12 equipes espalhadas pelo território celebraram a promoção entre sábado e domingo. O destaque maior vai para o Getafe, que sobreviveu na segundona e estará de volta à elite em 2017/18. Mais abaixo, na terceirona, a alegria ficou com o tradicional Albacete e com o Barcelona B. Já na quarta divisão, celebração merecida para mais nove times.

Rebaixado na temporada passada, após 12 anos consecutivos na primeira divisão, o Getafe não encontrou tantas dificuldades para retornar. Acompanha Levante e Girona, que já haviam conquistado as duas vagas de acesso direto. Terceiro colocado na temporada regular, o clube de Madri passou pelo Huesca nas semifinais dos playoffs, até a decisão contra o Tenerife. Os insulares chegaram a vencer o jogo de ida por 1 a 0, mas acabaram tomando a virada dos azulones no Coliseum Alfonso Pérez, com o triunfo por 3 a 1. Alejandro Faurlín abriu o placar para os anfitriões, enquanto Dani Pacheco se colocou como o herói da promoção, balançando as redes mais duas vezes.

Dirigido por Pepe Bordalás, responsável pelo acesso do Alavés no último ano, o Getafe manteve um padrão de investimento alto em seus jogadores. Tinha o segundo elenco mais caro da segunda divisão, emprestando e contratando jogadores tarimbados para buscar as primeiras colocações. Entre os nomes que aportaram ao Coliseum Alfonso Pérez nos últimos meses estão David Fuster, Cata Díaz, Alejandro Faurlín, Stefan Scepovic, Dani Pacheco e Kike Sola. O bom goleiro Vicente Guaita teve atuações decisivas, enquanto Jorge Molina foi a grande referência ofensiva, acumulando 22 gols na campanha.

Mais tradição para a segundona vem da terceira divisão, com o acesso do Albacete. Participante costumeiro da elite durante a década de 1990, o Queijo Mecânico estava na terceirona desde a temporada passada. Conquistou o seu grupo regional e, depois de falhar no confronto direto com o Lorca, valendo as primeiras vagas na segundona, precisou enfrentar mais dois jogos para assegurar a promoção. Os manchegos derrotaram o Atlético Baleares, antes de ratificar a festa diante do Valencia Mestalla, segundo quadro dos Ches. Festa merecida no Estádio Carlos Belmonte, mantendo o empate por 0 a 0, depois da vitória no Mestalla por 1 a 0.

barcelona

Já a outra vaga da terceira divisão sacramentada neste final de semana ficou com o Barcelona B. Campeões de seu grupo regional, os blaugranas também tiveram que enfrentar a repescagem, após falharem na primeira chance de acesso contra a Cultural Leonesa. Os garotos de La Masía eliminaram o Cartagena, antes de frustrarem o tradicional Racing de Santander, em queda livre por conta das dificuldades financeiras. O Barça B havia sido rebaixado em 2015 para a terceirona. Treinado pelo ex-meia Gerard López, o time viu algumas promessas despontarem, como o meio-campista Carles Aleñá e o próprio zagueiro Marlon, já integrado ao grupo principal. Vale lembrar que os dois últimos acessos dos culés tinham Pep Guardiola e Luis Enrique no comando.

Anteriormente, Lorca e Cultural Leonesa já tinham se assegurado na segunda divisão. Fundado em 2003, o Lorca chega ao seu patamar mais alto na pirâmide do futebol espanhol. Já a Cultural Leonesa, presente na elite em 1955/56, volta a aparecer na segundona após 42 anos de ausência. Vale mencionar que, desde 2015, a equipe é administrada pela Aspire, empresa dona da principal academia de futebol do Catar. Não será surpreendente se o investimento já colocar os alvirrubros na briga pela parte de cima.

Por fim, na quarta divisão espanhola, a definição aconteceu na “rota dos não-campeões” dos playoffs. No final de maio, os campeões de cada um dos 18 grupos regionais disputaram confrontos diretos pelas primeiras nove vagas. Olot, Deportivo Aragón, Talavera de la Reina, Formentera, Deportivo de La Coruña B, Atlético de Madrid B, Gimnástica Segoviana, Las Palmas Atlético e Real Betis B subiram. Os nove perdedores foram repescados para a nova rota, incluindo também os segundos, terceiros e quarto colocados de cada chave regional. Neste domingo, depois de três fases eliminatórias, comemoraram: Sporting de Gijón B, Badajoz, Écija, Ontinyent, Unión Adarve, Peña Sport, Lorca Deportiva, Vitoria e Rápido de Bouzas.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo