Espanha

Ferran Torres: “Fui para o Manchester City para logo poder jogar em um grande da Espanha”

Aos 21 anos, Ferran Torres realizou o que desejava: após sair do Valencia para o Manchester City, volta à Espanha para jogar em um dos gigantes do país, o Barcelona

Ferran Torres não mediu palavras para falar sobre a sua empolgação por chegar ao Barcelona, depois de um ano e meio no Manchester City. Cria do Valencia, ele jogou na Inglaterra e disse que o plano sempre foi voltar à Espanha para defender um dos gigantes do país. Consegue com o Barcelona, que pagou € 55 milhões para tirá-lo do time inglês e levá-lo de volta à Espanha. O jogador foi apresentado nesta segunda-feira, no Camp Nou, e vive a expectativa de voltar a jogar na próxima semana, quando acredita que estará recuperado de uma lesão.

VEJA TAMBÉM: Contratação de Ferran Torres mostra que o Barcelona é líder no mercado de transferências novamente, diz Laporta

“Primeiro de tudo quero agradecer ao presidente e ao mister [o técnico, Xavi] por me darem a confiança de estar aqui. E agradecer muito aos culés pelas boas-vindas. Isto é um sonho. Já sabemos que clube é o Barça. Vou dar tudo que tenho para levar o Barça onde merece. Estou pronto”, disse o jogador em sua apresentação.

“Minha lesão está quase curada e daqui a pouco tentarei dar alegrias aos culés. Tive treinadores que me ensinaram o DNA do Barcelona e estou ansioso para estar às ordens de Xavi e junto com os companheiros. Precisamos do apoio de vocês [torcedores] para levar o Barça onde merece. Visca al Barça”, continuou Ferran Torres.

Valenciano de nascimento, surgiu nas categorias de base do Valencia, onde brilhou e acabou vendido ao Manchester City em agosto de 2020 por € 33,5 milhões. Volta à Espanha apenas um ano e meio depois, tendo custado € 55 milhões aos cofres combalidos do Barcelona.

“Sempre disse que tinha muito claro quando fui para a Premier League que daria o passo para o Manchester City para logo poder jogar em um grande da Espanha. Não sequer pensei. Estava preparado para assumir essa responsabilidade”, contou Torres sobre a escolha de deixar o City e ir para o Barcelona.

Torres foi um dos jogadores usados por Pep Guardiola como atacante central no Manchester City, uma espécie de falso nove. Na sua apresentação, o jogador foi perguntado sobre qual considera ser a sua posição ideal. “Minha posição é de ponta direita, mas quanto mais polivante você é, mais ajuda a equipe. Contanto que continue jogando, estou sempre pronto para ajudar”, afirmou o jogador.

Como é de se imaginar, há uma certa ansiedade para ver o jogador com a camisa do clube, mas ele ainda se recupera de lesão. O jogador tranquilizou a torcida dizendo que a sua recuperação vai bem. “A lesão está indo bem, estamos dentro do prazo. Me sinto bem e com confiança. Espero estar na Supercopa ou até antes. Sou um jogador ambicioso e acredito que vir para cá era uma boa oportunidade para mim e minha família e tentarei levar o Barça onde merece.

Torres também foi perguntado se tinha pedido a Guardiola que o liberasse. Ele comentou sobre a relação com o badalado treinador, que é catalão e também marcou época no Barcelona. “Aprendi muitíssimo, é um dos melhores treinador do mundo. Levo muitas recordações boas”, disse. Não quis confirmar que pediu para sair. “São coisas internas, que ficam entre ele, o clube, os agentes e o Barcelona. Sou jogador do Barça e isso é o que mais me entusiasmou”.

Na temporada 2020/21, Ferran Torres foi um jogador constante no elenco do Manchester City. Fez 36 jogos, 24 deles como titular, com 13 gols marcados. Esteve também na Eurocopa com a Espanha, sendo titular em quatro dos seis jogos realizados. Na atual temporada, 2021/22, sofreu uma grave lesão ao faturar o metatarso em outubro e ficou fora de muitos jogos. Fez apenas sete partidas, todas como titular, com três gols marcados.

O Barcelona vai a campo nesta quarta-feira, dia 5, pela Copa do Rei contra o Linares, fora de casa. No sábado, dia 8, enfrenta o Granada, também fora de casa. No dia 11, terça-feira, o adversário é o Real Madrid pela Supercopa da Espanha. Justamente quando Torres planeja estar disponível.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo