Espanha

E o Atlético?

Real Madrid e Barcelona estão polarizando as atenções no próximo Campeonato Espanhol. Naturalmente, as duas equipes já fazem isso sem muitas dificuldades, mas nesta temporada, com as contratações mais caras do mercado europeu, aumentaram ainda mais essa percepção. No entanto, as outras equipes sempre conseguiam algum destaque, o que não tem ocorrido até o momento. O Atlético de Madrid é um exemplo.

Por enquanto, o Atleti pouco agiu no mercado de contratação, e ao que tudo indica, pouco fará até o início da Liga espanhola. Por mais que o elenco seja bom, era preciso ter trazido algumas peças para fortalecê-lo.

Vamos às negociações realizadas pelo Atlético até o momento. Foram contratados o goleiro Sergio Asenjo, procedente do Valladolid, por € 4 milhões, e o jovem zagueiro uruguaio Cabrera, do Defensor Sporting, por € 1,5 milhão. O experiente defensor Juanito, de 32 anos, chegou do Betis em transferência livre.

Além deles retornaram de empréstimo o goleiro Roberto (Recreativo de Huelva), o lateral-direito Juan Valera (Racing de Santander), os meias Cléber Santana (Mallorca) e Jurado (Mallorca) e o atacante José Reyes (Benfica).

Saíram os goleiros Léo Franco (Galatasaray) e Grègory Coupet (PSG), o lateral-direito grego Seitaridis (ainda sem clube), o volante português Maniche (Koln) e o meia Diego Costa (Valladolid) – Ever Banega segue cedido ao Valencia.

Com a quarta colocação no último Campeonato Espanhol, o Atlético tentará mais uma vez participar da fase de grupos da Liga dos Campeões – entra nas fases preliminares. Ao mesmo tempo sonha em subir mais um pouco na classificação da Espanha. Para tanto, ficou evidente que esse time precisava de reforços. Porém, para os times não tão grandes como os dois gigantes espanhóis, a crise econômica mundial se faz muito presente.

Para piorar, o técnico Abel Resino foi mantido no cargo. Este colunista não gosta de cornetar, mas a permanência do treinador sinaliza uma falta de ambição enorme no Vicente Calderón. Com a falta de reforços, então…

A sorte do clube foi que Barça e Real concentraram seus esforços nos atacantes Ibrahimovic e Benzema, além de David Villa, que permaneceu no Valencia. Assim, o Atleti pôde permanecer com Diego Forlán, artilheiro da última liga espanhola, no time. Se Aguero seguir evoluindo, a dupla ofensiva pode mais uma vez dar alegrias aos torcedores.

Nos amistosos da pré-temporada, por enquanto, os rojiblancos tiveram um desempenho apenas razoável. Venceram o Benfica por 2 a 1 na semana passada e empataram em 3 a 3 com o Ajax pelo Torneio de Amsterdã. Ainda por essa competição, no final de semana foi superado pelo fraco Sunderland por 2 a 0. Em todos esses jogos Abel Resino usou força máxima, fazendo algumas substituições, é bem verdade, mas sem poupar ninguém.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo