Espanha

Cerca de 250 torcedores do Leeds estiveram num jogo da terceirona espanhola para homenagear o ídolo Pablo Hernández

Pablo Hernández foi um dos protagonistas no acesso do Leeds e teve uma visita especial na despedida do Castellón, seu time atual

Pablo Hernández está prestes a pendurar as chuteiras, aos 37 anos. O espanhol teve uma carreira respeitável, em que viveu bons momentos especialmente com Valencia e Swansea. Nada se compara, porém, à idolatria que construiu no Leeds United. Já veterano, o meia defendeu os Whites de 2016 a 2021. Foi uma figura essencial nos tempos de Championship e ajudou bastante no acesso, embora tenha perdido espaço de volta à Premier League. Após despedir-se de Elland Road em 2020/21, Hernández disputou a última temporada com a camisa do Castellón, clube de sua cidade natal, e deixou a impressão de que o fim está próximo, mesmo à procura de um novo time. De qualquer maneira, cerca de 250 torcedores do Leeds estiveram presentes no último jogo da temporada do Castellón, pela terceira divisão do Campeonato Espanhol, apenas para aplaudi-lo.

Pablo Hernández disputou 175 partidas com a camisa do Leeds, com 36 gols anotados. O meia não demorou a causar impacto, mas seu melhor momento seria mesmo com Marcelo Bielsa no comando. Foi um dos protagonistas nas duas ótimas campanhas dos Whites na Championship, que culminaram no acesso em 2019/20. Entretanto, acumulando lesões na Premier League, o veterano fez um movimento natural ao voltar para casa. Hernández chegou a ser coproprietário do Castellón e atualmente ocupa a posição de acionista. Ainda queria voltar à sua cidade, onde atuou na base antes de se transferir ao Valencia.

Pouco importou para a decisão o rebaixamento do Castellón, da segunda para a terceira divisão, na temporada passada. Pablo Hernández disputou a terceirona como um dos melhores jogadores da liga, mas a idade cobrava seu preço e o impacto se tornou menor que o esperado. O time passou longe de brigar pelo acesso e ainda sofreu uma queda de rendimento na reta final que o deixou na metade inferior da tabela. Hernández preferiu sair de cena e se despedir, ainda sem definir seus próximos passos. Não estaria sozinho, com a presença de dezenas de torcedores do Leeds.

Os torcedores do Leeds já estavam na Espanha para uma viagem de turismo. Mesmo assim, aproveitaram a estadia para visitar o estádio do Castellón e render a homenagem para Pablo Hernández. O meia estava em campo com seus filhos e não conteve as lágrimas quando os ingleses começaram a cantar as músicas do clube. Acabaria levando inclusive um cachecol dos Whites.

A esposa de Pablo Hernández afirmou que o meia ainda não encerrará a carreira por completo e procura um novo caminho para a próxima temporada. Todavia, a impressão de despedida ficou neste ato final pelo Castellón. Resta saber como será o reencontro em Elland Road, onde o veterano ainda deve pintar para um tributo digno com as arquibancadas cheias – o que não teve em sua saída, por causa da pandemia.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo