Espanha

A regra da Uefa que pode impedir o Barcelona de usar o novo Camp Nou na Champions League

Clube catalão busca fazer o último jogo da nova fase de liga da competição jogando em casa

O Barcelona negocia com a Uefa sobre a possibilidade de disputar o último dos quatro jogos em casa na próxima Champions League no Camp Nou.

Fechado para reforma, o estádio do Barça ficaria pronto em meados de dezembro deste ano, momento em que a competição já teria começado.

Por enquanto, o Barcelona vem utilizando o Estádio Olímpico Lluís Companys como casa provisória.

O regulamento da Uefa é claro sobre a proibição de troca de mando de campo durante a primeira fase da competição. Contudo, o Barcelona trabalha para negociar uma exceção da regra.

Segundo o artigo 25 do regulamento da entidade, “na fase de grupos, um clube deve, em princípio, jogar todos os seus jogos da competição no mesmo estádio. Além disso, qualquer mudança de estádio entre os empates e a fase de grupos deve ser acordada com antecedência com a Uefa”.

O formato da nova Champions League

A partir da temporada 2024/25 a principal competição de clubes da Europa sofrerá uma mudança em seu formato na fase de grupos.

Portanto, cada equipe fará oito jogos na nova fase de liga, sendo quatro em seu estádio, e quatro longe de seus domínios.

Spotify Camp Nou, novo estádio do Barcelona

Spotify Camp Nou está em fase avançada em suas obras. Foto: Icon Sport

O início da nova fase de liga da Champions League está previsto para ocorrer em setembro deste ano, e vai até janeiro de 2025.

Correndo contra o tempo para tentar voltar ao Camp Nou o mais rápido possível, a expectativa da diretoria do Barcelona, é que o estádio esteja pronto em dezembro. 

Portanto, o último jogo em casa na nova fase de liga seria disputado em meados de janeiro, entre os dias 21, 22 ou 29. Caso não consiga a liberação da Uefa, o clube catalão só voltaria a jogar novamente no Camp Nou a partir da segunda fase da Champions League.

Barcelona planeja estrear em seu novo estádio ainda em 2024

Com direito à naming rights e tudo mais, o novo estádio do Barcelona se chamará Spotify Camp Nou. A ideia do clube catalão é acelerar o processo para a equipe conseguir estrear sua nova casa ainda em dezembro.

Caso não consiga a liberação junto à Uefa para disputar o último jogo em casa na nova fase de liga da Champions League, ao menos a equipe poderá jogar a La Liga em seu novo estádio assim que estiver pronto.

Com capacidade para 110 mil pessoas, o Barcelona conseguiu um financiamento de 1,5 bilhão de euros (cerca de R$ 9 bilhões de reais) para a reconstrução de sua arena. Mais de 20 investidores diferentes participaram do processo de investimento do novo estádio Blaugrana.

As obras contemplam todo o complexo esportivo da região, que vai se chamar Espai Barça. A construção terá um ginásio dedicado a outros esportes, chamado Palau. Além disso, terá novas sedes administrativas, e reurbanização completa da região em torno do estádio.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo