Espanha

Balanço do primeiro turno

Inglaterra, França e Itália. A Alemanha até já teve uma pausa no auge do inverno. Todos esses países já estão no segundo turno de seus campeonatos nacionais. A Espanha só terminou o primeiro neste fim de semana. Demorou, mas chegou.

Não houve tantas surpresas. Talvez a campanha muito fraca de Atlético de Madrid e Villarreal na primeira metade do turno. Certamente o excelente desempenho caseiro do Mallorca. Poucos esperavam que o Zaragoza voltasse à elite de modo tão conturbado. Mas, no que mais importa, a briga pelo título, o de sempre: Barcelona e Real Madrid na ponta.

Bem, para ter uma visão melhor do que aconteceu na primeira metade do Espanholão, veja abaixo o balanço do primeiro turno. E o que pode se esperar do segundo.

Obs.: na parte “palpite da coluna” há posições com base no cenário atual. O colunista não é dono da verdade, nem adivinho. Então, encarem isso de modo saudável. Saibam brincar, OK?

BARCELONA

Campanha: 1º (49 Pts / 15 V / 4 E / 0 D / 49 GP / 10 GC)
Destaque: Xavi
O que está bom: a bem da verdade, tudo. Mas seria muito fácil só falar isso. Para destacar algo, merece atenção o modo como o clube tem conseguido fazer que suas revelações entrem em campo sem prejudicar o desempenho da equipe. Com isso, consegue administrar o desgaste das estrelas. Outra menção honrosa: a força da defesa
O que precisa melhorar: o clube precisa, basicamente, manter o ritmo. E, se possível, abrir um pouco mais de distância para o Real Madrid, tendo mais vantagem para que o confronto direto (em Madri) e a reta final da Liga dos Campeões não deixem o título em perigo
Objetivo realista: título
Palpite da coluna: título

REAL MADRID

Campanha: 2º (44 Pts / 14 V / 2 E / 3 D / 44 GP / 14 GC)
Destaque: Gonzalo Higuaín
O que está bom: mesmo com altos e baixos, a equipe tem se mantido na briga pelo título. O desempenho em casa ajuda: 10 jogos, 10 vitórias. Além disso, as estrelas Cristiano Ronaldo e Kaká desequilibraram algumas partidas.
O que precisa melhorar: falta segurança fora de casa. Sem conseguir se impor, o Real acumula tropeços evitáveis. Também é preciso assegurar que Kaká e Cristiano Ronaldo joguem mais, para melhorar o entrosamento
Objetivo realista: título
Palpite da coluna: Liga dos Campeões

VALENCIA

Campanha: 3º (39 Pts / 11 V / 6 E / 2 D / 35 GP / 18 GC)
Destaque: David Villa
O que está bom: Unai Emery deu cara ao time, que ganhou fôlego a partir da metade do turno e já abre vantagem do segundo pelotão. O meio-campo com Banega, David Silva, Pablo Hernández e Mata é interessantíssimo
O que precisa melhorar: o Valencia já foi mais dono de si quando atua no Mestalla. O time tem enfrentado algum,a dificuldade para se impor em seu estádio, o que lhe custa pontos preciosos. Também é preciso ficar atento à instabilidade financeira, que pode minar os ânimos do elenco no final da temporada. Banega (9) e Bruno (8) precisam tomar menos cartões amarelos
Objetivo realista:
Liga dos Campeões
Palpite da coluna: Liga dos Campeões

MALLORCA

Campanha: 4º (34 Pts / 10 V / 4 E / 5 D / 33 GP / 21 GC)
Destaque: Borja Valero
O que está bom: para um time pequeno como o Mallorca, terminar o primeiro turno com 100% de aproveitamento em casa é assombroso. É utopia achar que o índice será mantido, até porque falta aos baleares receberem Real Madrid e Barcelona, mas aí está o cominho para o retorno à Liga dos Campeões. Como organizador do meio-campo, Borja Valero é um dos melhores jogadores do campeonato até o momento. O goleiro israelense Aouate também faz grande campeonato
O que precisa melhorar: a equipe precisa se soltar mais como visitante. Venceu apenas um jogo (contra o Osasuna)
Objetivo realista: Liga dos Campeões
Palpite da coluna: Liga Europa

DEPORTIVO DE LA CORUÑA

Campanha: 5º (34 Pts / 10 V / 4 E / 5 D / 23 GP / 19 GC)
Destaque: Filipe Luís
O que está bom: a defesa deu pane algumas partidas, mas terminou o turno como a quarta melhor da liga
O que precisa melhorar: falta elenco, mas o grande problema é a improdutividade do ataque. Os dois artilheiros são um lateral (Filipe Luís) e um volante (Juca), ambos com apenas três gols. Sem um goleador de confiança, fica difícil resistir na disputa por uma vaga na LC
Objetivo realista: Liga dos Campeões
Palpite da coluna: Liga Europa

SEVILLA

Campanha: 6º (33 Pts / 10 V / 3 E / 6 D / 29 GP / 21 GC)
Destaque: Jesús Navas
O que está bom: nenhum time conhece tão bem sua capacidade quanto o Sevilla. Os andaluzes têm um padrão de jogo e sabem como se postar em campo nas mais diferentes situações. E parece ser a equipe que se sente mais à vontade contra Barça e Real Madrid
O que precisa melhorar: vinha em uma boa toada até perder quatro partidas seguidas entre o final de dezembro e o começo de janeiro. Não pode repetir um apagão desses no returno
Objetivo realista: Liga dos Campeões
Palpite da coluna: Liga dos Campeões

GETAFE

Campanha: 7º (30 Pts / 10 V / 0 E / 9 D / fd GP / asdf GC)
Destaque: Soldado
O que está bom: é um fenômeno comum no Brasil: equipe que usa o fato de jogar sem muita cobrança para atuar de modo leve e tranquilo
O que precisa melhorar: ofensivamente, depende muito do ex-madridista Soldado (responsável por quase 40% dos gols da equipe). O Getafe também precisa ficar atento à quantidade de derrotas. Perdeu nove jogos, um índice que só não afunda os azulones porque não houve nenhum empate. Quando as vitórias apertadas se transformarem em igualdades, a equipe pode despencar
Objetivo realista: Liga Europa
Palpite da coluna: meio de tabela

ATHLETIC BILBAO

Campanha: 8º (30 Pts / 9 V / 3 E / 7 D / 24 GP / 24 GC)
Destaque: Amorebieta
O que está bom: o sentido coletivo da equipe impressiona. Mesmo sem um futebol vistoso ou grandes talentos, o time é encorpado e faz uma campanha segura
O que precisa melhorar: a garra tem mantido a boa campanha, mas não deixa de ser um paliativo. Na média, o time não tem talento e se desgasta em excesso para contornar isso
Objetivo realista: Liga Europa
Palpite da coluna: meio de tabela

VILLARREAL

Campanha: 9º (26 Pts / 7 V / 5 E / 7 D / 31 GP / 27 GC)
Destaque: Capdevila
O que está bom: demorou, mas a equipe encontrou seu jogo (o maior sinal disso foi o empate com o Barcelona, o único que os catalães não venceram no Camp Nou). Pelo futebol que tem, estaria na briga por uma competição europeia, mas ainda está pagando pelo início ruim de campeonato. Nilmar também está crescendo e já é o atacante mais importante do Submarino Amarillo
O que precisa melhorar: em teoria, o time já está jogando dentro de seu potencial. O problema é que já ficou muito para trás na briga pela Liga dos Campeões e da Liga Europa. Vai ser difícil recuperar-se do atraso
Objetivo realista: Liga Europa
Palpite da coluna: meio de tabela

SPORTING DE GIJÓN

Campanha: 10º (24 Pts / 6 V / 6 E / 7 D / 20 GP / 21 GC)
Destaque: De las Cuevas
O que está bom: a defesa tem uma boa temporada, ainda mais se comparada à peneira que era em 2008/09
O que precisa melhorar: o artilheiro da equipe é Diego Castro, um meia. O vice é De las Cuevas, outro meia. O técnico Manolo Preciado ainda não encontrou a formação ideal para o ataque
Objetivo realista: meio de tabela
Palpite da coluna: meio de tabela

ATLÉTICO DE MADRID

Campanha: 11º (23 Pts / 6 V / 5 E / 8 D / 30 GP / 31 GC)
Destaque: Agüero
O que está bom: a dupla de ataque Agüero-Forlán segue como uma das melhores da Espanha. E poderia ter produzido ainda mais se o argentino não tivesse começado a temporada como reserva
O que precisa melhorar: a defesa continua uma peneira. É a quinta pior da liga e compromete o desempenho da equipe quando o ataque não está em dia feliz. Além disso, o técnico Quique Sánchez Flores precisa resolver um problema antigo: a instabilidade. O Atlético sofre de apagões esporádicos e não conseguem sequências longas de bons resultados
Objetivo realista: Liga Europa
Palpite da coluna: meio de tabela

OSASUNA

Campanha: 12º (23 Pts / 6 V / 5 E / 8 D / 18 GP / 21 GC)
Destaque: Juanfran
O que está bom: a defesa funciona bem para um time que luta contra o rebaixamento. E os resultados fora de casa não são dos piores, considerando a tradição do clube de Pamplona
O que precisa melhorar: o ataque é bastante fraco. O uruguaio Pandiani quebra o galho, mas lhe falta companhia na frente. Além disso, o Osasuna esqueceu como usar o alçapão do Reyno de Navarra. Venceu apenas três jogos em casa e tem média de 1 gol por jogo como mandante
Objetivo realista: meio de tabela
Palpite da coluna: meio de tabela

RACING DE SANTANDER

Campanha: 13º (23 Pts / 6 V / 5 E / 8 D / 23 GP / 27 GC)
Destaque: Canales
O que está bom: depois de um início de temporada tenebroso, engrenou. Ferz 10 pontos nas últimas quatro rodadas e vai se livrando do perigo. O grande destaque é o garoto Canales, de 18 anos. Fez apenas 9 partidas (quatro como titular) e já tem cinco gols
O que precisa melhorar: o time joga melhor fora de casa. Ter a segurança de pontuar em seu estádio é fundamental para quem briga contra o rebaixamento
Objetivo realista: meio de tabela
Palpite da coluna: meio de tabela

ESPANYOL

Campanha: 14º (20 Pts / 5 V / 5 E / 9 D / 13 GP / 26 GC)
Destaque: Verdù
O que está bom: o time está se acostumando a jogar em um estádio acanhado, com pressão da torcida em cima do visitante
O que precisa melhorar: o ataque é horrível. Com Tamudo e De la Peña sem boas condições físicas (em apenas quatro partidas um deles foi titular) e Nakamura decepcionando, falta talento na armação e na conclusão. Com apenas 13 gols, só não está pior que o Xerez
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: escapa do rebaixamento

ALMERÍA

Campanha: 15º (18 Pts / 4 V / 6 E / 9 D / 18 GP / 29 GC)
Destaque: Diego Alves
O que está bom: o time é fraco e, dentro de suas limitações, tem mantido uma estabilidade razoável. Não esteve na zona de rebaixamento até agora e faz seus pontos gradualmente
O que precisa melhorar: a falta de talento é considerável. E a diretoria nem tem recursos para fazer alguma grande contratação
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: escapa do rebaixamento

MÁLAGA

Campanha: 16º (17 Pts / 3 V / 8 E / 8 D / 21 GP / 26 GC)
Destaque: Duda
O que está bom: até perder para o Real Madrid neste domingo, vinha de uma série de nove partidas sem derrota no Campeonato Espanhol. Tudo bem, foram duas vitórias e sete empates, mas é um sinal de vida para o time que, pelas primeiras rodadas, parecia rebaixado
O que precisa melhorar: o ataque não é uma tragédia, mas poderia dar mais apoio à defesa
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: escapa do rebaixamento

VALLADOLID

Campanha: 17º (17 Pts / 3 V / 8 E / 8 D / 23 GP / 35 GC)
Destaque: Diego Costa
O que está bom: não é uma equipe fantástica, mas há momentos em que parece estruturada o suficiente para se estabelecer no meio da tabela
O que precisa melhorar: a defesa é fraca e compromete a campanha. Os jogadores mais experientes ou dos quais se espera algo, como Canobbio, Manucho, Villar e Sesma, decepcionam. A equipe não tem uma formação-base definida
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: rebaixa

TENERIFE

Campanha: 18º (17 Pts / 4 V / 5 E / 10 D / 16 GP / 36 GC)
Destaque: Alfaro
O que está bom: Santa Cruz de Tenerife fica nas Ilhas Canárias. É um clima diferente do resto da Espanha, é longe. E o time tem usado o desgaste da viagem para fazer pontos em casa
O que precisa melhorar: não fossem os pontos em casa, o Tenerife estaria ainda pior. O ataque é improdutivo e a defesa faz água por todo lado. Fora das Ilhas Canárias, o time somou apenas dois pontos
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: rebaixa

ZARAGOZA

Campanha: 19º (14 Pts / 3 V / 5 E / 11 D / 20 GP / 41 GC)
Destaque: Lafita
O que está bom: para não escrever “nada”, dá para dizer que o ataque poderia estar pior
O que precisa melhorar: praticamente tudo. O ambiente do elenco é péssimo, jogadores importantes estão desmotivados, há clima de “lista de dispensa”, a defesa é a pior do campeonato e os maños somaram apenas dois pontos fora de casa. O espírito de mudança radical do segundo turno pode salvar os aragoneses
Objetivo realista: escapar do rebaixamento
Palpite da coluna: escapa do rebaixamento

XEREZ

Campanha: 20º (8 Pts / 1 V / 5 E / 13 D / 8 GP / 34 GC)
Destaque: Renan
O que está bom: está tudo errado no time andaluz, mas o goleiro Renan tem se salvado. É o segundo goleiro com mais defesas no campeonato (148, atrás apenas de Aouate), o que evita que a tragédia xerecista seja maior. Por exemplo, a equipe tem a quarta pior defesa do campeonato. Talvez fosse a pior
O que precisa melhorar: praticamente tudo, mas o ponto mais urgente é o ataque. A equipe fez apenas oito gols, média de menos de 0,42 por partida. O problema é que o clube está com instabilidade administrativa e não dá sinais de que se mobilizará para uma reação na reta final
Objetivo realista: cair sem campanha vexatória
Palpite da coluna: cairá com campanha vexatória

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo