Brasil

Seleção brasileira olímpica mostrou bons primeiros sinais no amistoso contra o Japão

A Seleção Olímpica do Brasil mostrou pela primeira vez a sua cara com o time que tentará o ouro olímpico. A primeira impressão, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, foi excelente. A vitória por 2 a 0 veio com um ótimo futebol, de boa troca de passes, movimentação e um ataque perigosíssimo.

LEIA TAMBÉM: Estas são todas as convocações das seleções masculinas para a Olimpíada do Rio

O técnico Rogério Micale escalou o time que se imaginava, com o ataque fortíssimo: Gabriel, Neymar e Gabriel Jesus. Um trio rápido, habilidoso e goleador. Os três fizeram boa partida, mas destaque para Gabigol, que marcou o primeiro do Brasil, logo depois da parada técnica. Marquinhos, em um cruzamento, marcou mais um e ampliou o placar.

O primeiro tempo foi o melhor momento do jogo, com o time tendo ótima saída de bola, movimentação e um futebol envolvente. E é importante considerar que o adversário, Japão, não é fraco. Pode, inclusive, ser adversário do Brasil nas quartas de final, caso ambos passem.

Se na seleção principal as decepções têm sido constantes desde a Copa de 2014, na seleção olímpica a situação é diferente. O time deu bons sinais. Não quer dizer que jogará assim sempre, até porque o que se viu em Goiânia neste sábado foi só um amistoso preparatório.

Jogos para valer são diferentes. Mas é bom que o time tenha mostrado um bom futebol, porque esse tem que ser o objetivo. Jogar bem é o primeiro passo para chegar à conquista da medalha de ouro.

A estreia do Brasil será na quinta-feira, contra a África do Sul, em Brasília, às 16h. O jogo será transmitido por Globo, Band, SporTV, Fox Sports e ESPN Brasil.

TRIVELA FC: Conheça nosso programa de relacionamento, ganhe benefícios e marque um gol pelo jornalismo independente

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo