BrasilCampeonato Brasileiro

Seja qual for o resultado da aposta em Breno, o São Paulo deverá sair ganhando

Depois de quase dois anos e meio preso na Alemanha, Breno já tem uma data para ser solto: 18 de dezembro. Pelo menos foi o que seu advogado afirmou em entrevista ao jornal alemão Bild. Notícia ótima para o zagueiro, mas boa também para o São Paulo, que poderá enfim colocar à prova o jogador e ver se o risco de contratá-lo há dois anos terá valido a pena. Vai levar ainda um bom tempo até que qualquer conclusão possa ser tomada, e, tecnicamente, o plano pode tanto ser um grande fracasso quanto um sucesso estrondoso. De qualquer forma, no fim das contas, o resultado deverá ser bom para o clube.

VEJA TAMBÉM: Brasil de Dunga é eficiente, rápido e tem um craque: Neymar

Há uma série de perguntas que envolvem a volta de Breno ao futebol. Depois de tanto tempo de inatividade, conseguirá recuperar seu melhor nível? Terá capacidade de não só retomar o futebol que jogou no Morumbi como também de subir de patamar? E fisicamente, enfrentará muita dificuldade para voltar à forma física de um atleta? Se à maioria desses questionamentos a resposta for positiva, o Tricolor será exaltado por um bom tempo pela aposta. Caso contrário, também não será tão ruim assim.

Na pior das hipóteses técnicas, com Breno retornando com uma lesão séria atrás da outra, com gol contra diante do Corinthians, falhas e muita insegurança defensiva, ainda restarão elogios para o São Paulo. Terá sido o clube que, em meio a um momento extremamente conturbado da vida de um atleta formado em sua base, lhe estendeu a mão e possibilitou que a família do jogador atravessasse esse período com menos dificuldade, ainda que a decisão do time não tenha sido apenas caridade.

Há expectativas sobre o jogador, sobre o que ele pode apresentar em campo, é claro, mas o São Paulo sabe que é assim que pode ser visto, tanto é que reforçou o caráter de auxílio ao atleta na nota oficial publicada logo após o acerto de três anos, feito no fim de 2012. Apesar da aposta quase altruísta, insistiu que as coisas tivessem que caminhar para que, até abril de 2015, Breno já pudesse vestir a camisa tricolor. Com a soltura até o final do ano, o retorno do zagueiro ao Morumbi é praticamente certo.

Será interessante acompanhar o que o jogador será capaz de fazer, tendo até o fim do próximo ano para provar que merece a manutenção da aposta. Aos 25 anos, idade e potencial para voltar aos trilhos o atleta tem. Apoio também não faltará. O clube, a torcida são-paulina e até mesmo a brasileira  têm muito a ganhar com um Breno 100%.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo