Brasil

Por que o Santos está confiante em queda de novo transfer ban da Fifa

Para o clube alvinegro, pendência com Lucas Ochadorena não vai atrapalhar o clube na janela de transferências no meio do ano

O Santos recebeu uma péssima notícia às vésperas da abertura da janela de transferências, que acontece nesta quarta-feira (10). O clube recebeu um transfer ban da Fifa por Lucas Ochandorena, auxiliar de Fabián Bustos, ex-técnico do Peixe, que cobrava R$ 1 milhão de pendências não quitadas pela equipe da Vila Belmiro. 

Essa dívida já foi acertada, mas de forma parcelada, diferentemente do que aconteceu com Bustos, no início do ano, que só aceitou receber os seus débitos à vista. 

Mesmo assim, a situação referente a Lucas Ochandorena pegou a equipe alvinegra de surpresa. Um dos motivos cogitados internamente da questão ter chegado até a Fifa, inclusive, foi justamente o parcelamento. Como o valor não foi pago de forma integral, a ação foi movida contra o clube alvinegro. 

O transfer ban está registrado pela entidade máxima do futebol desde a última terça-feira (2). 

Agora, a expectativa do Santos é que o banimento caia nos próximos dias e não atrapalhe o clube no mercado da bola. Enquanto isso não acontece, o Peixe está impedido de registrar reforços por três janelas. 

Comissão técnica Fabián Bustos Santos FC
Fabián Bustos (segundo, da esquerda para direita) e Lucas Ochandorena (último, da esquerda para a direita) fizeram parte da comissão técnica santista durante cinco meses em 2022.

Terceiro transfer ban do Santos no ano 

Essa é a terceira vez que o “fantasma do transfer ban” assombra o Santos nesta temporada. 

Antes, o clube teve que pagar uma pendência de R$ 4 milhões a Fabián Bustos. Depois, houve um acordo com o Krasnodar, time da Rússia, para que uma dívida de 4,5 milhões de dólares fosse paga em quatro parcelas. 

https://twitter.com/SantosFC/status/1545059960718913537

Com a equipe russa, a pendência foi envolvendo a contratação do meia peruano Christian Cueva, contratado em 2019. O jogador foi adquirido por empréstimo, mas com obrigação de compra ao fim daquela temporada.

Porém, em 2020, o atleta deixou o Peixe sem consentimento e se transferiu para o Pachuca, do México. 

O Santos acionou o profissional e o clube mexicano na Fifa e no início do ano passado venceu o processo, recebendo R$ 23,9 milhões.

Inicialmente, o Krasnodar se colocou como solidário ao Alvinegro Praiano, mas quando não havia recebido quantia alguma após a vitória santista na CAS (Corte Arbitral do Esporte) acabou movendo uma ação contra a equipe de Vila Belmiro. 

Santos vai ao mercado neste meio do ano

A ideia da diretoria santista é que alguns reforços pontuais sejam contratados na janela do meio. 

O intuito é repor algumas peças que deixaram a equipe justamente por terem sido avaliados negativamente, como Cazares e Nonato. O primeiro, teve o seu contrato rescindido e acertou com o Paysandu. Já o segundo, foi emprestado ao Fluminense. 

Mesmo tendo problemas na parte financeira, o intuito do departamento de futebol santista é ser criativo e buscar reforços em boas condições de mercado, como livres de contrato ou por empréstimo. 

O intuito é contratar, pelo menos, três jogadores, sendo: um goleiro, um zagueiro e um atacante que atue pelas pontas. 

O técnico Fábio Carille já indicou alguns atletas à diretoria, que trabalha para anunciar os primeiros reforços logo nos primeiros dias da janela de transferências aberta. 

Negócios curtos, até o fim da Série B do Brasileirão, estão sendo priorizados neste momento pelo clube alvinegro. 

Foto de Fábio Lázaro

Fábio Lázaro

Nascido em Santos, criado em São Vicente e entregue à São Paulo. Na Trivela desde junho de 2024, como setorista do Corinthians. Passagem pelo Lance! entre fevereiro de 2020 e maio de 2024, onde cobriu Santos e Corinthians. Por lá, também coordenou pautas e estratégias digitais. Atualmente, também é repórter na rádio 9 de Julho, comentarista no programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, e narrador freelancer.
Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo