Brasil

Chegou ao fim o prazo e o Santos deve receber mais um transfer ban

FIFA tinha dado 30 dias para o Santos entrar em acordo com o Krasnodar por conta de dívida envolvendo Cueva

O Santos está em vias de ser punido mais uma vez pela FIFA com o transfer ban. Segundo o apurado pela Trivela, o prazo dado pela entidade para o Peixe quitar a pendência com o Krasnodar, da Rússia, pela aquisição do peruano Cristian Cueva, chegou ao fim nesta quarta-feira (20) sem que os clubes chegassem a um acordo. A punição passará a valer a partir do momento em que os russos comunicarem o não recebimento do valor. Nada impede, no entanto, de as tratativas continuarem.

A dívida com o Krasnodar gira em torno de US$ 3 milhões (R$ 14,8 milhões na cotação do dia). Assim que os europeus informarem que o Santos não cumpriu o prazo para o depósito do valor, a FIFA aplicará o bloqueio e avisará à Confederação Brasileira de Futebol, que, por sua vez, comunicará à Federação Paulista de Futebol (FPF).

Como foi a passagem de Cueva pelo Santos?

  • Cueva chegou ao Santos em 2019 a pedido do técnico Jorge Sampaoli
  • Para tê-lo no elenco, o Santos se propôs a pagar US$ 7 milhões de dólares (cerca de R$ 26 milhões na época)
  • Cueva disputou 16 jogos, sendo nove como titular, mas não marcou gols, tampouco distribuiu assistências
  • Pouco aproveitado, Cueva forçou a saída sob a justificativa de que estava com salários atrasados
  • Cueva, então, se transferiu para o Pachuca, do México

Como tem sido a negociação entre Santos e Krasnodar?

Para evitar a punição da FIFA, o Santos tentou convencer o Krasnodar a receber a dívida com pagamento parcelado. O modelo de negócio não foi aceito pelos russos, que, segundo o apurado pelo site, passaram a ignorar as últimas procuras do Peixe.

Durante o congresso técnico na sede da FPF para as semifinais do Paulistão, o presidente Marcelo Teixeira reconheceu a dificuldade para resolver a pendência.

— Estamos em negociações, tentando e reconhecendo haver uma desconfiança natural por parte do clube russo. Estamos tentando mostrar diferente, que vamos cumprir nossas obrigações. Estamos oferecendo até garantias para demonstrar que o Santos tem capacidade de honrar esses compromissos da forma que pretendemos, sendo parcelando. Há uma dificuldade nítida, o Santos está correndo um risco enorme de sofrer uma nova punição da FIFA — falou o mandatário santista.

Caso o imbróglio com o Krasnodar não seja resolvido a tempo, o Santos corre o risco de não poder aproveitar o período entre 1º e 19 de abril para contratar jogadores que disputam os campeonatos estaduais visando o início da Série B do Campeonato Brasileiro.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo